sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

A verdadeira Santidade...

Fico admirada com algumas pessoas...
Tem gente que acha que pra servir a Deus, precisa se afastar das pessoas, deixar o convívio social, enclausurar-se numa redoma de vidro, morrer pra este mundo literalmente, fazendo a convivências das pessoas ao seu redor com ele insuportável.
Ficam a dizer que pedem orientação a Deus pra tudo, e quase sempre esse "Deus" nada permite, tudo exorta, sempre impede e tá sempre de mal humor...
Misericórdia!!
Que Deus é esse?
Realmente eu não o conheço, e na verdade, nem estou interessada em conhecer.
O Deus a quem sirvo, é um Deus totalmente sensível, que sorri para os filhos que ama, que se entristece com as lágrimas que caem dos seus olhos, que se comove com suas dores e logo lhes dá o refrigério, que sente saudade quando não ligamos pra Ele, que faz de tudo pra chamar a sua atenção quando estão distraídos com o mundo, mas que acima de tudo, sente prazer numa boa amizade e cuida que ela cresça com saúde e maturidade.
Jesus Cristo é o nosso maior exemplo de Deus, o Pai.
Cristo andava com todos, sem acepção.
Frequentava festas de todos os tipos, religiosas ou não.
Tinha sempre tempo pra ouvir uma história, ainda que fosse de uma adúltera, e ainda permitia que prostitutas lavassem os seus pés.
Certa vez dormiu na casa de um ladrão, e se fez amigo dele, mas nunca sentou-se pra fazer refeição alguma com os religiosos da época, os farizeus.
Será por quê?
Com certeza porque Jesus queria nos mostrar o verdadeiro sentido da santidade.
Santidade que produz empatia, que provoca mudança e que atrai seguidores.
Santidade que inspira liberdade, que acumula alegrias e que não pesa sobre os ombros.
Santidade que nos torna humanizados, enxergando o pecado em nossa vida e não nas dos outros.
Santidade que produz regeneração sem vaidade, crescimento sem soberba e maturidade sem ostentação.
Quer experimentar?

Uma reflexão a respeito de 1 Corintios, 13:

Há um tempo atrás, ouvi uma ministração do Pr Ed René Kivitz a respeito deste texto como eu nunca tinha ouvido antes.
Mediante a algumas situações em minha vida, fiquei analisando como podemos nos deteriorar, e como podemos ser transformados pela dor.
Interessante perceber que nada nos modifica sem a nossa permissão, no entanto, há algumas modificações ocasionadas inconscientemente, e que pode repercutir de forma traumática em nossa vida futura.
Por que estou falando isso?
Nós mulheres, nascemos sonhando com um príncipe encantado, aprendemos ser românticas e somos formadas interiormente para acreditar em sonhos.
Mas aí, crescemos, e descobrimos que todo príncipe tem o seu dia de sapo.
E à medida que o tempo passa, esse sapo pode ser ocasional ou permanente, e que isso pode influenciar na maneira que enxergamos o mundo, os sentimentos, mais que isso, pode embaçar a visão romântica levando a cegueira total.
O que mais me importunou nesta análise, é saber que eu não sou vítima, mas sou cúmplice do resultado atual.
Se minha visão mudou, permiti deliberadamente que isto acontecesse.
Ninguém pode me conduzir a um lugar que meus pés não queiram ir.
Da mesma forma que posso aceitar ou não circunstâncias em minha vida apenas me posicionando.
No entanto, ainda creio no amor de 1 Coríntios 13.
Não como um conto de fadas, mas como um alvo proposto a dois e conquistado individualmente dia após dia.
No diálogo há acordo. No acordo, um propósito e, no propósito um objetivo comum.
Viva o amor, o mais sublime amor...

sábado, 4 de dezembro de 2010

Tempo é Dinheiro...

Quem nunca ouviu esta frase?!
Tempo é uma coisa estranha...
Quando se está ansioso por algo, ele demora passar.
Quando se está muito atarefado, ele voa, fazendo suas atividades acumularem e lhe deixando ainda mais exacerbado.
Quando pensamos no futuro, parece distante.
Quando relembramos o passado, parece recente.
Ainda criança, imaginamos uma possibilidade remota, um alvo quase inatingível o futuro distante.
Depois de adultos, um caminho percorrido sem volta, recordações recentes porém longínquas, capaz de nos mostrar o quanto se passou sem percebermos.
Na verdade, a estimativa de vida de 73 anos hoje, só nos revela o quão pouco tempo temos pra sermos felizes nesta única vida.
Tempo não se compra, não se adia e nem se acumula.
Ele é único, exclusivo e individual.
Com ele podemos fazer planos, mas sem ele, não podemos realizá-los.
Por causa dele, esquecemos prioridades da vida irrecuperáveis.
Em busca dele negociamos momentos inegociáveis, perdemos horas infindáveis achando que na frente será recuperado.
Que engano !!!
Um olhar perdido, um sorriso não correspondido, um convite rejeitado, um conselho não ouvido, um amor abandonado, uma festa esquecida, uma lembrança inquestionável...
Se tempo realmente é dinheiro, não perca, não gaste a toa e nem aplique em transações sem retorno.
Deposite nas pessoas certas, gerencie-os nos melhores momentos e invista na sua felicidade.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Síndrome de Naamã

Você conhece a história de Naamã?
Ele era um general do exército sírio, homem respeitado e admirado na época; no entanto, possuia lepra, uma doença incurável e maldita.
Seu exército havia atacado Israel e ele levou cativa uma menina para que pudesse servir sua mulher como escrava em sua casa.
Aquela menina, vendo o sofrimento do seu senhor, disse a sua senhora que havia um profeta em Israel que poderia curá-lo daquela enfermidade.
Então Naamã juntou roupas, ouro e prata, chamou alguns de seus soldados e foram até Israel a procura do profeta curandeiro.
Ao chegar lá, Eliseu nem apareceu para ele, nem ao menos recebeu em sua casa, mas enviou um servo com a seguinte mensagem:
- Meu senhor mandou que o general mergulhe nas águas do rio Jordão por sete vezes e ficará curado.
Naamã recebeu aquilo como uma ofensa.
- Como pode um simples profeta de Israel me desmerecer assim? Não me recebe e ainda me manda tomar banho neste rio imundo?!
No entanto, um dos seus soldados o convenceu a fazer, e ele saiu dali completamente curado.
Muitas vezes agimos como Naamã.
Ao passarmos por alguns conflitos, provas e tribulações, procuramos o nosso Deus em busca de respostas, cura e soluções.
Contudo, queremos que Ele nos receba com pompas e ainda opere um milagre estupendo em nossas vidas sem precisarmos fazer nada para isto.
Mesmo precisando da bênção, nos julgamos merecedores de honrarias, estabelecemos os métodos para Deus agir e reclamamos quando Ele não faz da forma que queremos.
Este é o conceito Naamãnico nos dominando e fazendo que nosso ego cresça e tome forma acima da soberania do Pai.
Precisamos ter muito cuidado com esta síndrome, pois ela pode impedir que a bênção do Senhor nos alcance pela nossa prepotência.
Podemos perder a oportunidade de restauração por agirmos carnalmente.
Mais... podemos morrer sem uma nova oportunidade.
Para que isto não aconteça em sua vida, preserve a humildade em seu coração e acredite que as formas de agir de Deus são simples, mas eficazes e completamente perfeitas, pois nos ensina a persistir em busca da nossa bênção, nos levando a aprimorar o nosso caráter e a adquirir novos conceitos interiores, que serão capazes de transformar a nossa mente e modificar a nossa caminhada com o Pai.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Somos Produto de nossas Escolhas

É claro que toda regra tem exceção, no entanto, a vida nos coloca desde cedo a frente de decisões que podem influenciar toda a nossa história.
Ainda criança, somos tentados a escolher o mais fácil, aquilo que nossos impulsos nos levam a crer ser o melhor.
Porém, é a partir dali que temos um grande desafio: seguir impulsos e arcar com consequências ou, inibir nossa vontade e se frustrar.
Olhando o lado espiritual, podemos apontar a tendência humana de escolher a carne.
Muitas vezes, nos tornamos vítimas dela  permitindo que nos leve para um caminho sem volta.
Outras vezes, tomamos consciência de que toda escolha pode sim ser retomada, repensada e "re-escolhida", e assim, obtemos a oportunidade de mudar nossos caminhos e refazê-lo com mais sabedoria.
Cada dia que passa, surpreendo-me com esta façanha da vida e me alegro com a possibilidade de escolha que o Pai nos dá.
Apesar de sermos Seus filhos, Ele nos dá plena liberdade para decidirmos em que caminho devemos estar e de que forma iremos andar por ele.
Fico fascinada com Sua forma de nos amar, deixando-nos livres para escolher este amor ou rejeitá-lo.
Como mãe, sei e conheço a dor de ver um filho se decepcionar com sua decisão, mas também reconheço ser melhor deixá-lo aprender com seus próprios erros.
Na verdade, é isso que Deus quer, que aprendamos a fazer escolhas libertos do medo, da ansiedade e da obediência.
O Pai quer que escolhamos a Sua vontade independente da recompensa, Ele quer que tenhamos prazer em ouvir Seu  conselho e aceitar Seu caminho como melhor.
Quer que nossos olhos aceitem a ser guiados por Ele em direção ao melhor, e que nos tornemos completamente realizados em nossa busca.
Deus quer mostrar Suas opções, a fim de que nossas escolhas nos tornem pessoas felizes, completas e realizadas em Cristo Jesus.
Pense nisso.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Um Deus Surpreendente:

"O que ninguém nunca viu nem ouviu, e o que jamais alguém pensou que podia acontecer, foi isso o que Deus preparou para aqueles que o amam." (1 Coríntios, 2:9)

Acredito que você já tenha lido ou ouvido centenas de explanações a respeito desse texto, no entanto, quero lhe convidar a meditar noutra perspectiva.
Todos nós temos promessas do Pai, nas quais especulamos uma forma natural em que vá se cumprir.
Entretanto, Deus é um ser sobrenatural, e age da forma que lhe apraz.
Sabe quando a gente fica contestando a maneira de Deus agir?!
Pois é, todos nós somos tentados a isso por não entender a forma de trabalhar do Pai.
Passamos horas, dias, semanas, às vezes até mais que isso, conjecturando como Deus desenvolverá os acontecimentos para que se cumpra Sua palavra.
Erramos não pelo fato de imaginarmos, mas na forma de limitarmos o Seu agir.
Pior... erramos mais ainda por duvidar da ação do Pai em algumas circunstâncias pelas quais Ele escolheu usar um caminho totalmente fora do normal do nosso, por sair da nossa expectativa ou de usar meios fora do comum.
É aí que entra este versículo...
Nenhuma mente humana, mais ousada que seja ou mais cheia de sabedoria, poderá entender o coração de Deus.
Jamais entenderemos todos os Seus caminhos, ou conseguiremos explicar suas formas de agir.
Ele é insondável em sua natureza e nenhum homem jamais penetrou em seu coração e nunca conseguirá.
Não há poder em nós para discernirmos seus propósitos, a não ser quando ele mesmos nos revela.
Então por que ficar formamos tantos conceitos, preceitos ou pré-conceitos a respeito do Seu agir, se Ele é exclusivamente perfeito em Seu operar?!
Saiba que não importa a forma que Ele use para lhe abençoar, o importante é que Ele cumpre a Sua palavra como Pai e, conhece nosso interior a ponto de nos abençoar diferencialmente do nosso irmão, mostrando-nos Seu amor individual e irrestrito.
Sua bênção será de acordo com a sua necessidade e não do seu querer, lembre-se disso.

domingo, 26 de setembro de 2010

Exalando Deus...

"Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo..." (2 Coríntios, 2:15)

Quem não gosta de um bom perfume?!
O perfume é algo muito marcante nas pessoas.
Podemos recordar de um momento, lembrar de uma pessoa, ou até mesmo saber se alguém conhecido está por perto apenas pelo cheiro do perfume.
A palavra de Deus diz que nós somos o bom perfume de Cristo. Isto quer dizer que, exalamos Deus onde vamos, ou pelo menos deveríamos exalar...
O interessante disso é analisarmos alguns aspectos de um perfume. Por exemplo:
Perfume é algo pessoal, cada um gosta de uma fragrância diferente e acaba se tornando conhecida por ela. Assim também nós possuimos diferentes formas de exalar Deus em nossas vidas, através dos dons e ministérios que possuimos, podemos  marcar a nossa identidade, assim como os perfumes possuem nomes característicos.
Outra coisa importante no perfume, é usá-lo na dose certa. Uma pessoa que usa pouco perfume, pode passar desapercebida pelos demais, no entanto, abusando da fragrância, pode se tornar insuportável a presença. Assim também, devemos dosar a forma que usamos a nossa fragrância pessoal, tornando-nos pessoas atraentes e desejadas ao mundo.
Vou exemplificar:
Se exalamos pouco aroma em nossa vida, podemos ser taxados de alguém que não liga de estar cheiroso, é como um vendedor de perfume que exala perfume algum. Sua loja acabará não tendo clientes, pois pensarão: " Se não é capaz de deixá-lo cheiroso, por que eu compraria seu produto?"
Outra coisa é a pessoa que toma banho de perfume. Seu cheiro é sentido a distância, no entanto, ninguém aguenta ficar perto por um pouco mais de tempo. É como aquele cristão que só fala de Deus, de igreja, de bíblia, não possui outros assuntos e se torna pedante. Seu cheiro se torna insuportável, mesmos sendo o melhor perfume que existe.
Apesar de possuirmos em nossas vidas o bom perfume, é preciso sabermos usar na dose certa, causando impacto na chegada e saudade na despedida. Aguçando o olfato de quem se aproxima e trazendo o interesse daqueles que nos rodeiam de estar também exalando um bom perfume.
Você já se perfumou hoje?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Fé Descomplicada:

Como assunto é polêmico, vasto e que precisa de muita cautela pra não escandalizar a alguns, prefiro falar disso através de um  exemplo, que mostra claramente o que importa pra Deus.
A partir daí,  reflita naquilo que instituições tem imposto à sua fé, afirmando ser o melhor meio de servir ao Pai e decida a favor da simplicidade, assim como cristo fez.
"Um bispo viajava de navio para visitar uma igreja do outro lado do oceano. No meio do percurso, o navio atracou em uma ilha durante um dia. O bispo saiu para um passeio  na praia. encontrou três pescadores consertando suas redes.
Curioso a respeito do comércio de pesca, fez-lhes algumas perguntas. Curiosos a respeito de seus trajes sacerdotais, eles também lhe fizeram algumas perguntas. Ao descobrirem que o bispo era um líder cristão, pularam de alegria: "Nós cristãos!" disseram apontando orgulhosos um para o outro.
o bispo impressionou-se com a atitude dos pescadores, mas demonstrou uma certa cautela.
- Conhecem a oração do Pai nosso?
Responderam que nunca a tinham ouvido.
- Então o que vocês dizem quando oram?
- Oramos assim: "Nós somos três. Vós sois três, tende misericórdia de nós."
Atônito diante da simplicidade da oração, o bispo lhes disse:
- Isso só não basta.
Resolveu, então,  passar o dia ensinando-lhes a oração do Pai  nosso. Os pescadores eram homens simples, mas dispostos a aprender. E antes do bispo seguir viagem no dia seguinte, já sabiam recitar a oração sem errar.
O bispo sentiu-se orgulhoso.
Na viagem de volta, o navio aproximou-se da ilha. Ao avistá-la de longe, o bispo dirigiu-se ao convés. lembrou-se com satisfação dos pescadores e pensou em visitá-los. Enquanto pensava, viu uma luz no horizonte perto da ilha. Parecia aproximar-se cada vez mais. Enquanto o bispo olhava espantado para aquela luz, os três pescadores começaram a caminhar dentro d'água em sua direção. Em breve todos os passageiros e a tripulação se aglomeraram no convés para ver a luz.
ao chegarem a uma distância razoável do navio, os pescadores gritaram:
- Bispo, viemos correndo para nos encontrar com o senhor.
- O que desejam? - indagou o bispo, atordoado.
- Estamos muito aborrecidos. Esquecemos parte daquela linda oração. Sabemos só dizer: "Pai nosso que estás no céu, santificado seja o teu nome..." e esquecemos o resto. Por favor, gostarímos que o senhor nos ensinasse a oração novamente.
O bispo recebeu uma lição de humildade.
- Voltem para suas casas, meus amigos, e quando orarem digam: "Nós somos três, vós sois três, tende misericórdia de nós."

sábado, 11 de setembro de 2010

O que é Murmurar?

Fico apavorada em ouvir tantas heresias no meio cristão.
Quer ver só uma?
Estou passando por uma tribulação, e parece que ela nunca vai acabar.
Neste momento, eu sinto minhas forças esmorecendo, a incredulidade assaltando meu coração e o medo avança em minha mente.
De repente, olho pro céu e digo?
 - "Acorda Senhor, você está dormindo?
Por que se escondes de mim, esqueceste do meu sofrimento?"
Aí vem um mais santo que Jesus, olha pra mim e diz:
- Misericórdia, irmão! Murmurar é pecado.
Mal sabe ele que só repeti o que Davi clamou no Salmo, 35.
E olha que ele foi conhecido como o homem segundo o coração de Deus...
E se eu não posso reclamar com Deus dos  meus sofrimentos, por que Jeremias escreveu um livro só disso? (Lamentações)
E por que Jesus clamou na hora de sua morte: "Eloí, Eloí, Lama Sabactami" ?
Murmurar não é isso, meu irmão.
Você tem sim o direito de expor pro Pai a sua dor e reclamar dos seus sofrimentos.
Ele não tem problema alguma em ver seu filho chorar.
Murmurar é falar baixinho uma critica; é resmungar o que não temos coragem de falar em voz alta; é quando você afirma com sua boca e nega com o seu coração; é a pessoa abaixar a cabeça pra uma autoridade, mas interiormente levantar-se contra ela.
Quer um exemplo lindo de confronto onde vemos a resposta imediata de Deus de forma afirmativa?
Em Êxodo, 33  - Deus manda que Moisés prossiga o seu caminho com o povo pelo deserto e ordena a um anjo que lhes acompanhe e lhes dê a vitória que precisam. No entanto, Moisés responde a Deus:
"Não quero o Seu poder, nem um anjo em Seu lugar, quero a Tua presença comigo ou então não irei."
Que rebeldia, que blasfêmia, que falta de temor a Deus... (alguém poderia levantar)
Entretando, a atitude de Deus a seguir, mostra sua admiração pela coragem e "petulância" de Seu filho, e como resposta volta atrás com Sua palavra e continua acompanhando o Seu povo.
Pecados assim, seriam dignos de críticas para alguns cristãos, mas para Deus é apenas um apelo à Sua misericórdia.
Não se intimide pelas circunstâncias, olhe para o céu e grite, chame a atenção do Pai e clame pela resposta.
Talvez Ele só esteja esperando isso para lhe abençoar.

"Pregamos melhor o que precisamos aprender"...

Quer conhecer uma pessoa?
Preste atenção em seu discurso...
Ontem estava assistindo um filme sobre a vida de Lutero, e ao ouvir a frase acima citada, fiquei pensando e analisando a verdade embutida em cada palavra, e cheguei a uma conclusão: é a mais pura verdade.
Outra frase que já ouvi e que completa este raciocínio é a seguinte:
"A mente humana aprende e assimila apenas pela repetição."
Parece que não tem nada a ver com o que estou falando, mas preste atenção:
Geralmente quando somos tentados a alguma coisa, ficamos repetindo pra nós mesmos: você não pode, você não pode, você não pode... até que nosso corpo resista a algo que queira, mas que nossa consciência sabe ser errado.
Muitos pastores se apegam a uma teoria, discurso ou tema, e se aprofundam nele até se tornarem ex-per, e serem  conhecidos por desenvolver aquela fala.
Geralmente, este discurso é muito mais pra elas, a fim de inibi-los a alguma ato ou de trazer algum tipo de afirmação de que elas precisam pra sobreviver.
Vou dar um exemplo:
- Uma pessoa que só prega a justiça de Deus, na verdade tem muito medo dela e quer que outras pessoas sintam com ela a culpa.
- Aquela  que se arrisca pregar a prosperidade como prova da bênção de Deus, é porque na verdade ainda não acredita na graça e no cuidado do Senhor pra sua vida, e acha que passar tribulação nesta terra é prova de "declínio espiritual", quando na verdade, nesta teoria, ela busca para si uma resposta a sua idolatria, o Deus Mamon.
É claro que toda regra tem sua excessão, no entanto, toda vez que você ouvir uma pregação, preste muita atenção no que está sendo falado, confirme na Palavra de Deus o que foi dito e só receba do Senhor aquilo que realmente Ele esteja falando.
Somente somos capazes de detectar uma heresia ou palavra carnal, quando de fato conhecemos a fundo a Palavra de Deus.

sábado, 4 de setembro de 2010

Síndrome de Nabucodosor:

"Levantei os olhos aos céus, e percebi que o meu entendimento tinha voltado. Então louvei o Altíssimo; honrei e glorifiquei aquele que vive para sempre. O Seu domínio é eterno e o Seu reino dura de geração em geração. Todos os povos da terra são como nada diante Dele, pois age como Lhe agrada, com os exércitos dos céus e com os habitantes da terra. Ninguém é capaz de resistir à Sua mão ou dizer-lhe: "O que fizeste?" (Daniel, 4:34 e 35)

Muitas vezes passamos por momentos em nossas vidas semelhantes a que o rei da Babilônia teria passado.
Talvez não literalmente, mas semelhante na forma do agir e tratar de Deus em nós.
Às vezes somos avisados sobre o futuro e a respeito do caminho que devemos escolher, inda assim, preferimos optar por aquilo que queremos, e por consequência somos levados a viver de forma irracional, sofrendo humilhações que poderiam ter sido evitadas se tivéssemos ouvido a Deus.
Graças a Ele, esta sentença tem um fim pré-estabelecido.
No caso de Nabucodonosor, durou 7 anos. Mas poderia ter durado menos se ele tivesse reconhecido seus pecados e se humilhado diante do Pai, assim como o próprio Deus havia sugerido.
Quem sabe nossa restituição, milagre, vitória, benção, ou o que você tem aguardado da parte de Deus, não esteja apenas esperando uma sujeição da sua parte?!
Uma quebra de arrogância, de orgulho, de prepotência, do eu...
Uma postura diferenciada da que você tem levado até hoje?!
Não permita que sua carne submeta o seu corpo a viver de forma irracional por mais tempo.
Não retenha o favor do Pai em sua vida.
Não retarde sua benção.
Ofereça-se ao Senhor como sacrifício vivo diante do Seu altar e submeta-se a Sua vontade. Sabendo que Ele sempre tem o melhor a nos oferecer e, que desde início já o tinha preparado.
Receba-o...

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Jejum de Daniel:

"Naquela ocasião, fiquei de luto por 3 semanas. Durante este período, não comi nenhuma comida saborosa, nem carne e nem bebi vinho, e me abstive de toda vaidade." (Daniel, 10:2 e 3)

Daniel

O que comer?
- verduras, frutas e legumes à vontade.
- sucos naturais, água, chás e derivados de soja.
- não comer nada que contiver leite e ovos na sua composição.
- pode comer: pão francês, margarina, alguns dos biscoitos da marca aymoré não possuem leite e ovos, clube social, carne de soja...

Minha mãe hoje fez uma receita exclusiva pra mim, já que amo comer bolos e não posso.
Espero que gostem assim como eu gostei.

BROINHA DE LARANJA:

Misture tudo numa vasilha:
bagaço de 2 cenouras batidas com água no liquidificador e coadas (não usar a água, aproveite para fazer um suco com laranja)
1/2 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de caldo de laranja
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de margarina, bem cheia
1 pitada de sal
1 colher (sobremesa) de fermento em pó.

Unte uma assadeira com margarina e farinha de trigo e com uma colher, arrume as broinhas e leve para assar. Bom apetite!!!

Bom, é isso...
Qualquer dúvida, poste que a responderei.
E que Deus nos abençoe.

Leitura Bíblica durante o Jejum de Daniel:

1o. dia – Ore com Romanos 4, 18-21 e confie no Deus que é fiel e poderoso.
2º. dia – Ore com Romanos 5, 3-5 e renove sua esperança nas tribulações.
3º. dia – Ore com Romanos 8, 15 e clame com o Espírito Santo ao seu Pai eterno.
4º. dia – Ore com Romanos 8, 28 e declare que todas as coisas concorrerão para seu bem, para a glória de Deus.
5º. dia – Ore com Romanos 8, 31-38 e celebre sua vitória em Cristo sobre todo o mal.
6º. dia – Ore com Romanos 10, 9-13, proclame o senhorio de Jesus e receba salvação.
7º. dia- Ore com Romanos 12, 1-2 e peça ao Senhor a renovação do seu espírito e da sua mente.
8º. dia – Ore com 1Coríntios 1, 7-9 e louve o Deus fiel que o guarda seguro até o fim.
9º. dia – Ore com 1Coríntios 3, 16 e adore o Espírito Santo que mora em você!
10º. dia – Ore com 1Coríntios 6, 19-20 e agradeça ao Senhor por tê-lo comprado pelo sangue de Jesus.
11º. dia – Ore com 1Coríntios 13, 4-7 e peça que o Senhor encha o seu coração de amor.
12º. dia – Ore com 2Coríntios 4, 16-18 e glorifique a Deus porque suas tribulações são passageiras.
13º. dia – Ore com 2Coríntios 6, 1-2 e faça do dia de hoje o tempo de Deus em sua vida.
14º. dia – Ore com 2Coríntios 10, 3-5 e trave um combate espiritual com a armadura de Deus.
15º. dia – Ore com Gálatas 2, 19-20 e experimente a vida de Cristo pulsando em você.
16º. dia – Ore com Gálatas 4, 6-7 e louve a Deus, de quem você é filho e herdeiro.
17º. dia – Ore com Efésios 1, 3-14 e adore o Senhor por suas maravilhas em nosso favor.
18º. dia – Ore com Efésios 2, 8-10 e agradeça pela salvação recebida por uma vida santa.
19º. dia – Ore com Efésios 2, 13-18 e derrube os muros de inimizade em sua vida.
20º. dia – Ore com Efésios 3, 20-21 e louve o Pai que faz muito mais do que pedimos.
21º. dia – Ore com Efésios 4, 31-32 e comece uma vida nova de perdão e de paz.

As 21 Bênçãos recebidas através do Jejum de Daniel:

1 – saúde, beleza e boa aparência (Dn, 1:15)
2 – robusto, forte, vigoroso, resistente, firme e influente (Dn, 1:15)
3 – 10 vezes mais sabedoria (Dn, 1:17)
4 – 10 vezes mais conhecimento humano ( Dn, 1:20)
5 – alcança as bênçãos de 3 anos em 21 dias (Dn, 1:5 e 19)
6 – inicio de um novo ministério ( Dn, 1:19)
7 – dom de interpretação de sonhos (Dn, 2:6)
8 – realização de um milagre em sua vida (Dn, 3:25)
9 – seus inimigos serão envergonhados (Dn, 4:25)
10 – o senhor revelará seus mistérios e segredos a você ( Dn, 7)
11 – seu testemunho será realçado (Dn, 5:11)
12 - receberá direção do pai ( Dn, 7)
13 – capacitação spiritual (Dn, 6:3)
14 – livramento de morte (Dn, 6)
15 – se tornará um intercessor (Dn, 6:10)
16 – receberá estratégias e direção espiritual ( Dn, 10)
17 – resposta de antigas orações (Dn, 10:12)
18 - consciência do amor do pai em sua vida de forma extraordinária (Dn, 10:11)
19 – desenvolverá a humildade (Dn, 10:15)
20 – restituição de forças e provisão espiritual ( Dn, 10:18 e 19)
21 - proteção em todas as áreas da sua vida (Dn, 10:21)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Você acredita em Milagres?


O povo de Israel cresceu ouvindo e vendo os milagres operados pelo Senhor, no entanto, ao sairem do Egito, a incredulidade os acompanhou de tal forma que passaram a murmurar e a blasfemar contra o seu Deus.
Mesmo vendo o mar se abrir diante deles, terem passado a pés secos para a outra margem, terem visto aquele mesmo mar engolir seus inimigos, sido alimentados com maná, bebido água da rocha, terem suas roupas conservadas por 40 anos, recebido carne quando pediram, sido protegidos do calor e do frio, inda assim desejaram voltar para o cativeiro. Os milagres vividos e vistos, não foram suficientes para que eles se mantivessem fiéis a Deus.
Muitas vezes especulamos uma vida melhor mediante a um milagre esperado.
Dizemos:
"Quando isso acontecer... Quando Deus me responder... Quando a vitória chegar..."
No entanto, enganamos a nós mesmos achando que a nossa fé se baseia em fatos vistos.
Saiba você que nenhuma ação de Deus em tua vida poderá mudar o seu interior.
Na verdade, Deus não muda ninguém.
A mudança de atitudes e pensamentos deve partir de nós.
Tanto é que o fruto do espírito é: amor, alegria, paz, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, humildade e o domínio próprio. Coisas referentes ao caráter humano, que só nós mesmos podemos desenvolver, sem nenhuma participação de Deus.
É bem verdade, que pra frutificarmos, é preciso conhecer e nos entregar a ação do espírito de Deus para que Ele  venha nos restaurar o entendimento a ponto de reconhecermos nossas más atitudes querendo mudá-las.
Em suma, o milagre existe. Porém, não nos muda interiormente e nem mudará as circunstâncias da nossa vida.
Não se apegue a esta desculpa pra se defender contra críticas ou cobranças que lhe sobrevém.
Analise sua vida e pense assim:
Quanto tempo eu sobrevivi sem este milagre?
Se consegui até agora, foi porque ele não foi essencial para a minha vida.
Como foi dito a Paulo, poderemos ouvir:
"A Minha graça lhe basta."

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Oração...

Senhor, eu estou aqui para Lhe pedir perdão...
Perdão por colocá-Lo numa forma, limitá-Lo em minha humana visão, achar que Seu agir é previsível, dar tamanho ao Seu poder, questionar o Seu tempo, a Sua maneira de agir e ainda me julgar merecedora de bênçãos que o Senhor me deu pela graça.
Perdão por querer entendê-Lo, explicá-Lo e muitas vezes justificá-Lo, quando nem mesmo eu consigo fazer isso de mim mesma.
Perdão por barganhar meus deveres como filha achando assim que o Senhor me daria em troca o que já me garantiu por direito.
Perdão por me colocar a Sua frente e tentar da minha maneira conquistar aquilo que só o Senhor pode me dar.
Perdão por ser uma filha tão pirracenta, manhosa, que a todo instante O olha emburrada como se o Senhor fosse um mau Pai.
Perdão por muitas vezes não agradecê-Lo e ainda questionar a forma que o meu presente veio embrulhado.
Perdão por me achegar a Sua presença muitas vezes para pedir e quase nunca para louvá-Lo.
Perdão por me envaidecer da Sua misericórdia em minha vida, e me julgar melhor que meu irmão.
Perdão por não obedecê-Lo sempre.
Perdão por desejar mais a minha vontade que a Sua pra minha vida.
Perdão por muitas vezes passar dias sem ir a Sua presença.
Perdão por querer sempre mais, quando o que tenho já é mais que o bastante.
Perdão por entristecê-Lo com minhas ansiedades que insisto manter comigo.
Perdão por está mais uma vez pedindo clemência e não fazer nada para mudar.
Perdão... perdão...perdão...

" Fui crucificado com Cristo..."

Você já deve ter lido, ouvido ou até mesmo citado esta fala do apóstolo Paulo.
Mas será que você se encontra na mesma posição?!
É muito bom sabermos de nossos direitos como filhos de Deus, ter acesso às heranças em Cristo e poder gritar pro mundo a quantidade de privilégios que o Pai nos garante Nele.
Mas será que pra isso você tem cumprido o seu único dever?!
Tem exercido a única tarefa que Jesus lhe deixou?!
"Aquele que quiser vim após mim, pegue a sua cruz, negue a si mesmo e siga-me."
Precisamos ter consciência desta postura, não só isso, precisamos assumi-la.
Estar crucificado, implica em morte.
Jesus nos convida a morrer para este mundo, para só assim tomarmos posse do mundo espiritual e tudo o que ele nos oferece.
Como?
Manietando nossa carne, sujeitando a nossa vontade à de Deus, e deixando Cristo reinar em nossa vida.
Você já viu um defunto no cemitério falar mau de alguém?
Se orgulhar de seu sepulcro?
Julgar o próximo do lado ou brigar com quem passa por cima?
Pois então...
Morto não murmura, não reinvindica, não se acha, morto não se pronucia.
Pelo contrário, sempre tem alguém a seu favor.
Alguém que responda por ele, que não deixe sua honra acabar, seu nome ser esquecido e seu caráter maculado.
Estar crucificado com Cristo é exatamente isso.
Não se pronunciar diante de um problema, antes, se manter na cruz e deixar Cristo agir em seu lugar.
Quando alguém lhe ferir, afrontar ou intimidar, não desça da cruz, permaneça firme, Jesus agirá em seu favor.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Quanto mais santo, mais humanificado...

Fala a verdade...
Você leu esta frase e levou um susto, achou uma heresia, escandalizou-se?!
Pois é.
Tenho aprendido a diferença entre santificação e beatificação.
Ser santo, ao contrário do que alguns dizem, não é ser separado, mas é estar no mesmo contexto sem usar nenhum pretexto pra fazer o que todos fazem.
Em suma, é estar junto sem fazer parte; ser igual mantendo uma diferença; participar sem ser conivente; é estar no mesmo recipiente que o óleo, mas se manter puro como a água.
Ser beatificado é o que muitos andam querendo ser por aí...
Sabe como?!
Aparentando ser quem na verdade não é; mantendo-se num pedestal, olhando todos de cima; achando-se melhor que os outros; julgando-se mais santo que Jesus.
O maior exemplo de santidade na bíblia é Jesus, no entanto, ele participava de festas sem acepção, andava, comia e mantinha amizades com todos em sua época, menos com os religiosos.
Será por quê?
Porque ele não era hipócrita.
Será que só neste pequeno exemplo você já pode se identificar como santo ou beatificado?!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Tá doendo...

Sabe quando você quer a todo custo ouvir a voz de Deus, mas vozes da dúvida, do medo, da ansiedade e outras ainda, tentam se misturar pra que a clareza das palavras do Senhor não cheguem ao seu ouvido?!
Pois é, acabei de ter uma brecha delas e pude perceber ao longe o som do pai.
Longe não porque Ele se afastou de mim, mas porque meus ouvidos se acostumaram com gritos e a doce voz do paizinho continua a se expressar no mesmo tom de antes.
Tom de segurança, tom que surpreende, tom que afaga, tom que não machuca e nem fere minha audição.
E Ele dizia que toda vitória que está sendo gerada, precisa de seu tempo de fecundação, crescimento e preparação para o parto, ou nascimento.
Revelou-me os motivos de minhas dores, medos, inseguranças...
Abriu minha mente pra entender o motivo de tudo parecer piorar, aumentar, trazendo a sensação de que não vou aguentar mais.
Sua voz meiga sussurrou-me dizendo:
Aguenta minha filha!! Seja forte!! Persista só mais um pouco, pois você está em trabalho de parto.
A dor momentânea lhe trará um lindo presente - sua vitória !!!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Aguenta coração

Meu coração tem andado ansioso, aflito, angustiado, deprimido, tem procurado respostas sem encontrar, sentido solidão, estado confuso, atribulado, tem tentado me desanimar dos sonhos, das promessas, feito me esquecer das vitórias, dos cumprimentos de Deus em minha vida, tem embaçado minha visão espiritual, trazido choro ao meu rosto e muitas vezes murmuração a meus lábios.
Esse coração que já foi cheio de confiança, agora tende a me empurrar a dúvida, açoitar-me com circunstâncias ontem impossíveis, mas que hoje tem se colocado a minha frente e me feito parar.
Tem colocado à prova minhas convicções, minhas certezas, exigido provas da minha fé, semeado incredulidade e tentado arrancar de mim, a pouca força que me resta.
Esse coração enganoso, que deseja a qualquer preço me vencer, provar que está certo e que Deus não é fiel...
Coitado !!!
Mal sabe ele que Deus é soberano em minha vida, e que nenhum plano Dele jamais se frustrará.
Que o abatimento e a dúvida podem me roubar a alegria momentânea, podem provocar lágrimas em meus olhos, inda sim não impedirá o agir de Deus...
Pois Ele não depende da minha fé pra cumprir o que tem falado e nem precisa de cem por cento de minha confiança pra cumprir Seus propósitos....
Não há nada que o meu coração faça comigo que Deus não possa reverter a meu favor...
Não há circunstância contrária a Sua palavra, e nem situação que Ele não possa mudar.
Quem é você, coração, pra tentar impedir o agir de deus lançando medo na minha vida?
O que você pensa ser além de órgão criado por Deus para me servir?!
Nenhum batimento seu é dado sem permissão do Pai, e cada um deles Lhe são conhecidos e contados, do meu nascimento a minha morte...
Pra que medir forças com o El Shadday?
Por que se aflige se minha alma está nas mãos do Grande Deus?!
"Espera Nele , ó minh'alma, pois ainda O louvarei..."

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ajuda-me a deixar que Tu me mudes, Senhor...

Existe bem lá dentro do meu ser, alguém que precisa mudar.
Conceitos, paradigmas, ideais, talvez até sonhos...
Incrível como temos dificuldades em aceitar que precisamos de mudança.
Mais incrível ainda é depois de ter aceito, permitir que essas mudanças aconteçam.
É claro que tudo dói, machuca, um vaso não quebra sem cair, e cair causa dor.
No entanto, em Jeremias, podemos ver que um vaso pode ser quebrado por Deus, no entanto, não cairá um só caquinho no chão, cada pedaço, cada estilhaço da nossa vida, ainda que quebrada, fica amparada nas mãos do grande oleiro - DEUS.
Porém, é preciso se deixar quebrar, amassar, reconstituir, e por mais difícil que pareça, é o melhor a ser feito.
Na bíblia vemos passagens de pessoas que se deixaram amassar:
Elias, Davi, Jonas, Jeremias, pedro, Paulo, e o próprio Jesus.
O melhor, é que conhecemos o fim de cada história.
O sofrimento que passou cada um, sua restauração ou a finalidade de Deus em cada situação, cumprindo-se assim um propósito aqui na terra.
Imagine você se Jesus dissesse não ao Pai ao ser crucificado e decidisse sair da cruz e não morrer?!
Onde você estaria agora?
E eu?
Creia que Deus é o nosso Pai, e que assim como o seu pai terreno, ele não tem prazer nenhum em discipliná-lo, em corrigi-lo, porém, Ele sabe que isso é o melhor, pois é na disciplina que crescemos, amadurecemos e mudamos para melhor.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Experiência com Deus ( Ed René Kivitz )

Esta é uma das formas como nós podemos contar a história de toda humanidade, mas principalmente, a minha história, a sua história, a nossa história. A história de como nós saimos da escuridão, para o conhecimento de Deus e para uma vida digna, e uma vida que valha a pena.
No inicio da história de todos nós, eu acho pelo menos, que Deus é uma intuição, Deus é uma idéia, Deus é uma crença. Uma crença numa realidade distante, abstrata, impessoal... E nós usamos palavras como: verdade, luz, poder, força... Quando não usamos palavra como: tudo.
Deus é tudo. E quando Deus é tudo, Deus é nada. Só que essa crença num Deus distante e essa intuição, não nos é suficiente. Nós precisamos de mais, nós queremos mais, nós desejamos mais de Deus. Então nós começamos a buscar, nós começamos a tentar deduzir, tentar explicar, tentar definir, tentar entender Deus.
Começamos a elaborar de tal maneira que Deus fique de um tamanho suficiente pra caber na nossa cabeça. E não é possível, e eu não me admiro que haja tanta gente que não consiga acreditar em Deus, porque é difícil mesmo, compreender, reduzir Deus a uma definição e a uma explicação que seja crível.
Aí, fica mais árido ainda.
Aí a gente entra em outra fase.
A gente começa a ir num centro espírita.
A gente procura o evangelho de Kardec, a gente finalmente aceita aquele convite do colega de trabalho que é da igreja dos crentes.
A gente vai na assembléia de Deus, vai na igreja Batista, vai num musical, a gente começa a experimentar.
Tem gente que vai, recebe um passe num terreiro, tem outro que sobe uma escada de joelhos, outro que pendura uma coisa no pescoço, outro entra numa corrente numa igreja evangélica, passa debaixo da unção dos pastores... a gente vai tentando.
Lê Dalai Lama, lê o Paulo Coelho, faz pesquisa a respeito do budismo tibetano, faz caminhadas, peregrinações, visita a terra santa, vai pra San Thiago, vaio pra Fátima, tem gente que vai pra Disney, acha que vai achar Deus lá, talvez. Mas a gente vai tentando achar Deus. Mas tudo isso é inútil, tudo isso é vão, tudo isso é vazio.
E o desespero dentro da gente vai crescendo, vai aumentando.
A gente joga os cristais fora, joga os gnomos, esquece o curso de programação neurolinguística, Deixa os livros de auto ajuda na estante, a bíblia então que a gente não entende nada quando lê, fica fechada ou aberta num salmo que promete proteção; e a gente, supersticiosamente convive com essa realidade espiritual. Mas o desespero só faz aumentar.
Até que um dia a gente desiste. A gente cai no chão de joelhos e diz assim: Deus, se você existe mesmo, é agora a hora do senhor se revelar pra mim e se mostrar pra mim... E Deus fica parado esperando.
Eu acho que Ele fica parado esperando o nosso desespero aumentar, porque tem um profeta que diz assim, que nós vamos achar Deus, quando nós o buscarmos a Deus de todo o nosso coração. Então eu acho que Deus fica esperando esse todo coração buscar por Ele.
E aí, sem que a gente saiba como explicar direito como, nem quando, nem por que..., uma música, um texto simples que a gente lê, um versículo da bíblia,uma conversa com um amigo, alguém que ora por nós, uma lembrança, uma noite, a gente é invadido por uma presença. Parece que Deus finalmente resolveu se revelar pra nós e se mostrar pra nós.
E aí essa presença nos envolve e a gente não sabe explicar direito. O que a gente sabe, é que a gente nunca mais quer perder esta sensação. É uma sensação de perdão, é uma sensação de pureza, é uma sensação de certeza, é uma sensação em que o medo todo vai embora, é uma sensação de que há uma presença em minha volta que me ama. Eu não sei direito o nome, nem quem é, e alguém me diz que essa presença é Deus e que a melhor maneira de me dirigir a Ele é dizendo: Aba! Aba Pai. Meu pai celestial. E aí eu começo a invocar este Aba. Eu começo a ler a respeito Dele. Eu vou a bíblia. Estranhamente ela começa a fazer sentido pra mim. Eu leio sobre Jesus, e estranhamente Ele começa a fazer sentido pra mim. Mas do que fazer sentido pra mim, parece que ele mesmo parece estar presente comigo. Aí eu começo a andar com Ele, com o Pai Dele, e essa presença me envolve; aí eu aprendo que essa presença tem o nome de Espírito Santo, que vai me ensinando quem é o Pai, que vai me ajudando a conhecer o Filho; e eu vou crescendo, nos dias bons, nos dias ruins, nos dias maus, mas também nos dias de alegria e de celebração, eu vou crescendo...
Mas a vida insiste em tentar me convencer que esta presença é ilusória, de que esta presença é falsa, de que isso tudo é coisa da minha cabeça. Porque as circunstâncias a minha volta não mudam muito. Os meus dias não ficam muito diferente do que eram antes deu invocar esta presença.
Eu continuo lutando com o meu emprego, eu continuo passando por dificuldade financeira,eu continuo tendo dificuldade no meu casamento, continuo brigando com meu filho e a minha sogra continua almoçando na minha casa. Parece que as coisas não mudaram muito.
Mas aí, eu insisto em invocar a presença desse Aba, caio de joelhos e Ele me leva pra cruz de Jesus. Essa cruz maravilhosa que me silencia... porque antes eu estava em silêncio porque eu não conseguia definir, mas depois que eu o vejo, eu fico em silêncio porque eu não consigo descrever.
E ali, aos pés da cruz, parece que eu sou tão fraco, tão pequeno, tão nada...
Mas o Aba, estende a mão e diz: Levanta meu filho. Levanta minha filha.
E quando esse Pai celestial pega na minha mão e me levanta, eu me sinto tão forte, eu me sinto tão poderoso, tão inabalável, que eu digo: Tudo posso Naquele que me fortalece.
Não eu, não a minha força, não o meu poder, não a minha sabedoria, não a minha inteligência, mas o poder do Pai celestial que atua em mim, que fala comigo, que me ama. O Deus que se mostra Jeová Shamah, sempre perto, Deus presente; Jeová Rafá, que me cura; Jeová Shalon, que é a nossa paz; Jeová Nissi, que é a nossa bandeira. Que vai adiante de nós, fazendo com que o nome dele a nossa frente nos conquiste vitórias que nós nunca imaginamos.
E aí então, Deus faz um outro convite pra nós:
Agora que você me conhece, agora que você está crescendo e cresceu, Eu quero mais de você e quero mais pra você.
Eu quero usar a sua vida, eu quero abençoar pessoas que estão ao seu redor do mesmo jeito que eu abençoei e abençoo você.
Eu quero você como meu filho, mas quero você como expressão de mim mesmo, por onde você andar.
Aí a gente vai assumindo um compromisso sério, de todo dia se ajoelhar aos pés da cruz e dizer ao nosso pai celestial: Faz de mim um homem grande, faz de mim uma mulher digna, grande e forte, e usa a minha vida, transborda o teu poder de mim, pra abençoar tanta gente a minha volta.
Isso conta, eu acho, a história de tanta gente.
Posso dizer por mim, conta a minha história. Conta a minha história e a história dessa comunidade que nós, carinhosamente chamamos de igreja.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Eu queria ser diferente...

Queria ter coragem pra banir da minha mente as dúvidas que me assaltam.
De tirar do meu peito a dor que insiste a perdurar.
A ser suficientemente confiante, persistente e segura.
Atropelar meus medos com a certeza e não deixá-los me abater.
A falar o que sinto, não me permitindo deprimir.
A entender as fraquezas das pessoas.
Perdoar quando elas me magoam.
Esquecer o que me machucou.
Deixar a negatividade no banco e atuar somente com o otimismo em minha vida.
Enxergar com outros olhos o mundo ao meu redor.
Saber que todas as pessoas passam pelas mesmas ambigüidades que eu.
Saber que apesar das crises, sei o que quero e que as circunstancias só me cercam pra que eu possa isso confirmar.
Não deixar o passado tomar o lugar do presente,
Nem meu futuro me ansiar.
Ter convicção do que eu creio, ainda que os meus olhos me provem o contrário.
Imputar por justiça a palavra de Deus em mim, não deixando o tempo me iludir.
Provar o cuidado diário do Pai e viver com intensidade cada momento que Ele me dá.
Olhar para o mar e vê um caminho.
Tocar numa rocha e água fresca beber.
Acordar cada manhã e comer o maná.
Deixar sua nuvem me proteger do sol, e o seu fogo afugentar toda frieza do meu ser.
Quero viver no deserto sabendo que ali é apenas passagem.
E que apesar do cansaço, Canaã está pra chegar.
Quero vê o impossível se concretizar.
Como Josué e Calebe profetizar:
Que maior é o Deus que eu sirvo e, que os meus inimigos não irão me amedrontar.

sábado, 1 de maio de 2010

" E naquele dia dirão..."

Já to cansada de ouvir ministrações do tipo:
"Envia a tua palavra aos povos não alcançados, envia tua libertação aos oprimidos, faz fluir Teus rios entre os desesperados, entre os viciados, entre as prostitutas, nos hospitais, em meio aos famintos, em lugares desolados, na vida do solitário, etc, etc, etc..."
To cansada desse povo que usa a palavra de Deus pra anunciar uma verdade que não vive, que nas suas ministrações recebem palmas de concordância, quando na verdade, não passam de palavras...
Quero vê é o cristão se dispondo a ir pregar aos povos não alcançados, dar a sua vida em prol daqueles que não a tem.
Como a libertação do Senhor chegará aos oprimidos se ninguém deseja estar com eles?
Como os rios do Senhor podem fluir aqui na terra se o canal está bloqueado?
Que canal?
Você, eu, nós somos os canais de Deus.
Fomos chamados para fazer aquilo que os anjos ansiaram, mas que nos foi dado por privilégio: ir aos sedentos, libertar os cativos, dá vista aos cegos espirituais e levar a palavra a todo aquele que tem fome de vida eterna.
Que oração hipócrita é essa que se faz em público, mas que interiormente não se dispõe a sujeitar?!
Que tipo de ministro é esse que usa as palavras pra demonstrar uma espiritualidade que naõ tem?
Que cobram fortunas pra cantar canções que ao menos são de sua autoria, pois foi o Espirito quem lhes deu?!
Que exigem pagamentos por milagres que não fizeram, e por palavra que não pertece a eles?!
Não suporto mais esses gritinhos eufóricos, pulinhos frenéticos e aplausos interesseiros.
Quero vê essa motivação toda aparecer na hora que Deus chamar o seu nome e dizer:"Vá".
Se eu, humana, cheia de falhas, pecadora, estou enojada disso, imaginem DEUS?!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

É assim que eu quero ser...

Quero adorar a Ti Senhor, não só de lábios.
Porém, ao abrir minha boca para entoar cânticos a Ti, que não seja emocional, impulsivo e nem pra platéia me elogiar. Que não seja uma apresentação de ritmos ou de melodias muito bem ensaiadas. Que não seja pra levar as pessoas ao delírio, aplausos frequentes e nem comportamentos alucinógenos.
Mas que seja pra Te exaltar somente, ainda que esse cântico traga lágrimas aos meus olhos, dor a minha alma e sacríficio ao meu corpo.
Quero adorar a Ti Senhor, não só com meus atos.
Porém, que cada ato meu, não seja para me vangloriar, trazer olhares de admiração ou tapas em meus ombros que só me farão afastar de Ti. Que não haja motivação oculta em meu coração em querer aparecer em Teu lugar, mostrar que sei fazer o que Te agrada ou que posso "em Teu nome" operar maravilhas. Que em momento algum meus atos sobressaem a Tua grandeza e nem queiram elevar o meu nome a um lugar que só pertence a Ti.
Mas que cada gesto meu, seja pra mostrar ao mundo a Tua soberania em minha vida. Revelar o Teu amor operante através de mim, Seu olhar compassivo e Seus atos de bondade ao próximo, que precisa enxergar em Mim quem Tu és.
Quero adorar a Ti Senhor, não só com a minha vida.
Afinal, pouco tempo tenho e o que me resta é somente por Tua misericórdia e graça.
Como oferecer a Ti algo que já Te pertence?
Como ofertar a Ti uma vida que não sei o quanto durará?
Quero ser aquilo que Teu coração quer que eu seja.
Agradá-lo da forma que Tu queres que eu faça.
Usar meus lábios para edificar a todo aquele que precisa.
Que meus atos colaborem com a expansão do Teu reino aqui na terra.
Que minha vida seja inteiramente vivida na Tua presença.
Que tudo aquilo o que Tu tens me dado, seja usado por Ti, da maneira que Tu queres e do modo que Tu decidires.
Quero acordar com o Teu olhar sobre mim, e perceber que te faço feliz.
É assim que eu quero ser...

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

"Lâmpada para os meus pés..."

Hoje é um dia muito especial.
Mas você pode perguntar, especial por quê?
Bem, vamos lá:
- você acordou hoje?
- Você já tomou seu café da manhã?
- Você está andando, vendo, falando, ouvindo?
- Você está com seus cinco sentidos em ordem?
- Você está conseguindo raciocinar e tomar decisões por si próprio?
- Você pode planejar o que vai fazer neste lindo dia chamado hoje?

Então?
São motivos mais que suficientes pra que você sorria, caminhe, persevere, confie, ame, compreenda, ofereça carinho, e seja agradecido.

Por quê?
Neste exato momento, vidas estão sendo seifadas pela violência, filhos estão sendo abandonados por seus pais, milhares estão morrendo de fome e sede, e você?
Tá reclamando da comida que come, da roupa que veste e da falta do que fazer?!
Lembre-se de uma coisa:
Deus é suficiente pra sua vida, e Ele tá te dando uma oportunidade de vida hoje.

Pare e pense:

Hoje é um dia muito especial.
Mas você pode perguntar, especial por quê?
Bem, vamos lá:
- você acordou hoje?
- Você já tomou seu café da manhã?
- Você está andando, vendo, falando, ouvindo?
- Você está com seus cinco sentidos em ordem?
- Você está conseguindo raciocinar e tomar decisões por si próprio?
- Você pode planejar o que vai fazer neste lindo dia chamado hoje?

Então?
São motivos mais que suficientes pra que você sorria, caminhe, persevere, confie, ame, compreenda, ofereça carinho, e seja agradecido.

Por quê?
Neste exato momento, vidas estão sendo seifadas pela violência, filhos estão sendo abandonados por seus pais, milhares estão morrendo de fome e sede, e você?
Tá reclamando da comida que come, da roupa que veste e da falta do que fazer?!
Lembre-se de uma coisa:
Deus é suficiente pra sua vida, e Ele tá te dando uma oportunidade de vida hoje.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog