segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Quem não chora com suas tristezas, não merece sorrir com as suas alegrias.

Não foi à toa que ficou registrado na bíblia que Jesus chorou.
Não precisávamos saber disso, Deus poderia ocultar este detalhe de nós.
No entanto, o que Ele deseja nos ensinar com esta passagem, é que mais vale alguém lamentando a nossa dor, que sorrindo com nossas conquistas.
Um abraço apertado, uma palavra engasgada, um
simples olhar, pode falar mais alto que mil palavras de conselhos, ou revelar quem de fato é um amigo.
Deus é assim...
Às vezes calado, sem pronunciar uma palavra, responde a todas as nossas interrogações e levanta o nosso ânimo a fim continuarmos a jornada.
Ele sabe o final, conhece o milagre, o futuro está na Sua mão e nada O pode surpreender...
Mas Ele está ali... sentindo cada dor, angústia, aflição da nossa alma, como se o problema fosse Dele.
Aquilo que pensamos hoje, Ele já antevia antes mesmo de nascermos, e não interferiu.
Deixou que escolhêssemos nossos caminhos, e ainda tendo um melhor para nós, livrou-nos dos perigos dos nossos, e continuou ao nosso lado. Mas o Dele está lá, aguardando-nos.
De fato, Ele prefere que a nossa escolha seja ao Seu lado, mas não nos impede de querermos andar sozinhos, e nem nos ama menos por isto.
Sabendo que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, as provações existem para nos revelar o Seu poder e nos garantir novas oportunidades. A sua está diante de uma pedra. Remova-a e Jesus fará o resto.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog