domingo, 17 de junho de 2018

Desmistificando a Bíblia - Parte III


“Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações”. (2 Timóteo, 3: 16 e 17)

1 - Introdução:

Para começar é preciso ter essa certeza: A Bíblia é sagrada porque é a Palavra de Deus.
Deus é um Deus pessoal e gosta de intimidade. Ele se relaciona com o homem e usa muitos meios para isso, e um desses meios é a fala.
Ele tem muitas formas de falar e de se manifestar ao homem, mas a única expressão escrita da fala de Deus é a Bíblia.
Para isso, escolheu homens que pudessem escrever um livro que pudesse perpetuar Sua palavra através dos séculos. (Êxodo, 24: 4 e 5 ; Jeremias, 30:2; Jó, 32: 8; 2 Pedro, 1:21)


2 – Comece Lendo a bíblia:

Existem duas formas de leitura: a leitura de contato ou superficial, que é aquela que se faz rotineiramente; e a leitura de exploração, que é a leitura mais demorada, onde você marca e procura significados de palavras que não entendeu. Aquela leitura onde você imagina o acontecimento, como foi, onde foi, por que usou aquelas palavras e se elas aplicam a outras pessoas ou somente ao publico citado.(1 Timóteo, 4:13; Romanos, 15:4; Josué, 1:8)


3 – Por Onde Começar?

Ao contrário de muitas pessoas, prefiro começar do começo.
Indico o Antigo Testamento. Gênesis, Êxodo, Levíticos, Números ...
Apesar de saber que a bíblia não está na ordem cronológica, é mais fácil acompanhar os fatos e entender sua progressão.
Por exemplo: o livro de Samuel, Reis, Crônicas e Salmos, contam a história de Davi, no entanto estão separados de forma que não tem uma continuação de fatos, pois estão dissolvidos nesses 4 livros – isso uma única história.
Os livros do profeta Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel, deveriam estar entremeados a Crônicas e Reis para ter uma continuidade cronológica, mas foi separado por ordem de autoria e estilo de escrita. (histórico, poético, profético)
O Novo Testamento é o cumprimento do Antigo, como poderei entender que Jesus é Filho de Davi se eu não sei quem foi Davi? Como entenderei que Ele foi o sacrifício definitivo se eu não sei de que sacrifício está falando? Como poderei identificá-lo como Messias se não conheço as profecias a seu respeito?
E disse-lhes: "Foi isso que eu lhes falei enquanto ainda estava com vocês: Era necessário que se cumprisse tudo o que a meu respeito estava escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos".Lucas (24:44)
“Então Jesus lhes disse: — Como vocês demoram a entender e a crer em tudo o que os profetas disseram! Pois era preciso que o Messias sofresse e assim recebesse de Deus toda a glória.E começou a explicar todas as passagens das Escrituras Sagradas que falavam dele, iniciando com os livros de Moisés e os escritos de todos os Profetas”.(Lucas, 24: 25 e 26)

4 – Posso Tirar minhas próprias Conclusões?

a) A Bíblia não é um Livro de Livre Interpretação.

Acima de tudo, porém, lembrem disto: ninguém pode explicar, por si mesmo, uma profecia das Escrituras Sagradas. Pois nenhuma mensagem profética veio da vontade humana, mas as pessoas eram guiadas pelo Espírito Santo quando anunciavam a mensagem que vinha de Deus”. ( 2 Pedro, 1: 20 e 21)
A Bíblia é o livro de Deus, e precisamos perguntar a Ele o que significa. Se você é um cristão, o inspirador das Escrituras, o Espírito Santo, habita em você... e Ele quer que você compreenda o que está escrito.
A bíblia não foi escrita para responder nossas interrogações, mas para transformar nossas atitudes.
Ela não foi escrita para dizer como as coisas funcionam, mas para nos mostrar quem é este que faz as coisas funcionarem.
A bíblia é o livro que nos revela DEUS.

b) Não Leia Textos Isolados da Bíblia.

Deus usou homens para escrevê-los. Estes homens tinham um tema em mente, um propósito para escrever, uma questão ou questões específicas às quais se referiam. Leia o contexto para descobrir quem o escreveu para quem foi escrito, quando foi escrito e por que foi escrito.
Uma das passagens conhecidas da bíblia que já causou muita confusão por ser isolada e mal interpretada foi:
“As mulheres devem ficar caladas nas reuniões de adoração. Elas não têm permissão para falar. Como diz a Lei, elas não devem ter cargos de direção. Se quiserem saber alguma coisa, que perguntem em casa ao marido. É vergonhoso que uma mulher fale nas reuniões da igreja”. (1 Coríntios, 14:34)
Ali as mulheres foram impedidas de falar por um simples motivo: na cidade de Corinto havia um templo pagão que cultuava a deusa Afrodite, e nesse templo havia muitas sacerdotisas. Elas raspavam a cabeças e se prostituíam em oferenda a deusa. Muitas dessas mulheres se converteram e freqüentavam a igreja de Corinto, para que elas não fossem mais identificadas como sacerdotisas pagãs e prostitutas, foi instituído o uso de véu a todas as mulheres, e no caso de alguma delas ainda não estarem totalmente convertidas, foi proibida a oportunidade na igreja para que não houvesse confusão.
Então esse texto é cultural e local. Não é aplicável a nós hoje.


5 - Bases de Interpretação

Como em todas as áreas e assuntos das Escrituras, temos dois extremos. O primeiro é constituído pelos que rejeitam o conhecimento revelado pelo Espírito e que caminham somente na esfera do intelectualismo; e o outro se refere àqueles que acreditam somente na revelação sem espaço para a razão e o conhecimento, espiritualizando tudo e ensinando as maiores aberrações.
Contudo, o que de fato precisamos entender é que realmente há uma harmonia ao unirmos estas duas posições e ao deixarmos os excessos de lado.
Esta nova geração tem a consciência da necessidade da revelação, mas, por falta de instrução, muitos se perdem em meio a tremendos erros doutrinários, justamente por deixarem de lado o contexto bíblico.
Como Paulo declarou aos coríntios “para que por nosso intermédio aprendais a não ir além do que está escrito” –(1Co 4.6), jamais podemos ir além do que a Bíblia diz.


COMO PODEMOS SABER O QUE A BÍBLIA DIZ?

Como podemos saber o que a Bíblia diz de fato?
Para permanecermos no que está escrito, é necessário termos certeza do significado das escrituras.
Qual é arazão  de  tantas  interpretações  diferentes  sobre  um  mesmo  assunto?
Podemos ter segurança com relação a um posicionamento doutrinário?
É importante sabermos que há meios de obtermos a verdade. 
Três homens cegos foram colocados diante de um elefante. Disseram a cada um deles para caminharem até que se deparasse com algo à frente (o animal) e que, pelo tato, deduzissem o que era aquilo.
O primeiro caminhou até deparar-se com uma das patas do elefante, e, apalpando-a até o chão, exclamou: “É uma árvore!”
O segundo caminhou até o lado do elefante, e, apalpando-o até onde conseguiu alcançá-lo, disse: “É uma parede!”
O terceiro caminhou até a tromba, e, apalpando-a, percebeu o seu movimento, deduziu que se tratava de um animal vivo, e gritou: “É uma cobra!”
Se lidarmos com partes isoladas de um texto bíblico, jamais conheceremos o todo, assemelhando-nos a estes cegos, que tiveram dificuldade de identificação.


TENHA UMA VISÃO GLOBAL

O primeiro princípio de interpretação da Bíblia é ver o todo.
Pergunte sempre: “O que toda a Bíblia diz sobre isto?” Por exemplo: Alguns espíritas usam o texto de 1 Samuel 28, que retrata Saul consultando uma necromante, para que, supostamente, ele pudesse falar com o espírito de Samuel, já falecido. E para que eles usam este texto? Para dizerem que há base bíblica para a consulta aos mortos. Na verdade este texto nãodiz  isto.  Ele não diz que Samuelna  verdade  se manifestou, mas que ”entendendo” (ou “supondo”) Saul que era Samuel. No entanto, se você ler o texto sem examinar com atenção e considerar uma série de detalhes, você poderá ser levado a pensar que a Bíblia ensina a comunicação com os mortos. Mas, se você perguntar: O que diz o 'todo' da Bíblia? Você descobrirá que ele diz o oposto:
“Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.”(Dt 18.9-12)
“— Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: “Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos.” Mas vocês respondam assim: “O que devemos fazer é consultar a lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor.” (Isaías 8.19,20)
Se não considerarmos o “todo”, poderemos nos enganar com relação ao que a Bíblia de fato diz.


OBSERVANDO O CONTEXTO

Você já deve ter ouvido esta frase: “texto sem contexto é mero pretexto.” Isto é uma grande verdade na hora de interpretarmos as Escrituras.
Não há uma interpretação correta sem examinarmos o contexto. Um versículo muito usado, porém mal interpretado nos dias de hoje, é o seguinte:
“... porque a letra mata, mas o espírito vivifica.” (2 Coríntios 3.6b)
Muitas pessoas utilizam este versículo para dizer que o estudo da palavra, a especulação intelectual da bíblia mata, mas que somente a revelação do Espírito Santo vivifica. Contudo, se você examinar o seu contexto, verá que esta frase não quer dizer isto. O que seria a “letra” aqui? A letra é uma referência à antiga aliança, ou seja, às tábuas da lei escritas por Deus a Moisés. Quando ele diz que a letra mata, queria dizer que todos infringiam a lei mosaica eram punidos com a morte, mas que Deus através do Espírito de Cristo ressurreto nos trazia vivificação, ou seja, possibilidade de vida, de perdão para os nossos pecados.
Temos que aprender a considerar o contexto se quisermos interpretar as escrituras. Temos que questionar a quem ou sobre quem algo foi escrito; quando e para quando; o porquê e por quem.


6 – Conclusão

“E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensiná-las a outros”.  (2 Timóteo 2:2)
Algumas pessoas, equivocadamente, se achegam à Bíblia com a idéia que vão depender apenas do Espírito Santo e descobrirão todas as verdades ocultas das Escrituras. Deus, através do Espírito Santo,tem capacitado pessoas com dons para ajudar a corpo de Cristo. Um desses dons espirituais é o do ensino(Efésios 4:11-13; I Coríntios 12:28).Estes mestres são dados pelo Senhor para nos ajudar a corretamente compreender e obedecer as Escrituras. Também é sábio estudar a Bíblia com outros crentes, ajudando uns aos outros a compreender e aplicar a verdade da Palavra de Deus.


Dinâmica – Divida a turma para responder as perguntas, depois, com os dados adquiridos, juntem-se para montar uma apresentação com todas as respostas.

1 – Qual era o tamanho da arca? 
Ex 37:1-9

2 – Quem construiu a arca da aliança? 
Ex 37:1-9

3 – A arca da aliança foi criada como? 
Ex 25:10-22

4 – De que forma Moisés passava as instruções de deus para os artífices? 
Nm 8:4

5 – O que tinha dentro da arca da aliança? 
Ex 34:1 e Dt 10: 1-5

6 – Era proibido abrir a arca? 
1 Sm 6:19

7 – Os objetos permaneceram intactos dentro da arca? 
1 Rs 8: 8-9 e 2 Cr 6:11

8 – Por que Deus permitiu que os filisteus tocassem e carregassem a arca numa carroça e matou Uzá, um israelita, pelo mesmo motivo? 
1 Sm 6:7-9 e 2 Sm 6:3-4

9 – Havia uma forma correta de carregar a arca? 
Nm 4:15, 25-26, 30-32 ; 7: 7-9 e 1 Cr 15:15

10 - Quem escreveu as tábuas da lei, Deus ou Moisés? 
Dt 10:4-5; Ex 24:12, 31:18 e 34:1


segunda-feira, 4 de junho de 2018

Resumo sobre os Temperamentos


De vez em quando ouvimos alguém dizer “fulano tem o temperamento difícil”. De fato o temperamento diz muito a nosso respeito. É ele que determina as nossas reações emocionais e o estado de humor frente aos fatos da vida. 
Segundo a teoria humoral, são quatro os tipos de temperamento: 
– Sanguíneo: 
São as pessoas expansivas, eufóricas e que demonstram muito vigor. De presença marcante, nunca passam despercebidas. São sociáveis, possuem muitos amigos e se destacam no meio deles. São simpáticos e receptivos naturalmente. Carregam consigo grande carga de emoção, por isso suas decisões são sempre regidas pelos sentimentos. No lado profissional são excelentes vendedores, ótimos professores, conferencistas, atores. Têm fala forte e convincente. São bons persuasivos e pregadores, não necessariamente bons chefes, pois apresentam oscilação emocional e impulsividade. 
Características: comunicativo, crédulo, seguro, companheiro, entusiasmado, otimista. Impulsivo, impaciente, indisciplinado, exagerado, barulhento. 

– Colérico: 
São pessoas ambiciosas e dominadoras. Tendem a ter reações abruptas e explosivas. Apresentam características de pessoas muito independentes e auto suficientes. São vivazes, ativos, exigentes e práticos. Possuem firmeza em suas decisões e frequentemente têm sucesso nas atividades que executam. Pensam pouco e agem muito. Grandes líderes mundiais eram coléricos. No campo profissional são sempre bons gerentes, executores, produtores ou ditadores.
Características: enérgico, otimista, prático, decidido, destemido, resolutivo, audacioso. Implacável, irritadiço, vaidoso, iracundo, sarcástico, prepotente. 

– Melancólico: 
Apesar do nome passar um impressão de tristeza, este temperamento é considerado um dos mais ricos. São pessoas analíticas, empáticas, abnegadas e sensíveis. Obtém grande prazer nas artes. Grandes artistas, criadores, filósofos, gênios da música, inventores e escritores eram melancólicos. Estão sempre envolvidos em embates pessoais pois trilham caminhos complexos. São contemplativos, analíticos e minuciosos. Seu humor muda: ora enclausurados e introvertidos, chegando a hostilizar os amigos; ora se deixam levar por um ânimo mais extrovertido, porém com moderação. São desconfiados. Não fazem amigos com facilidade, mas quando fazem são fieis.
Características: dedicado, idealista, perfeccionista, habilidoso, sensível, leal, sério. Pessimista, crítico, teórico, rancoroso, melindroso, rígido, solitário. 

– Fleumático:
Estes raramente explodem, não por serem tranquilos, mas por serem contidos. Internamente as emoções são efervescentes, mas externamente conseguem dominá-las. Apresentam-se de forma controlada e ponderada. São conciliadores e pacificadores. São conservadores e pouco ousados. Profissionalmente são bons técnicos, professores, administradores e apresentam grande eficiência no trabalho. 
Características: humor estável, responsável, diplomático. Temeroso, desconfiado, indeciso, inseguro, pensador. 

 

Seis Traços Físicos que Definem o Caráter e o Temperamento de uma Pessoa


De acordo com especialistas no estudo da personalidade dos seres humanos, existem certas características físicas intimamente associadas ao comportamento de um indivíduo. Mas primeiro você tem que entender o termo personalidade. Esta palavra abrange o temperamento e o caráter de um indivíduo que, juntos, representam um padrão de características afetivas, cognitivas e comportamentais.
Essas características permanecem na pessoa por longos períodos de tempo. Na verdade, na maioria dos casos eles duram todos os anos de suas vidas. No entanto, existem outras teorias que afirmam que a personalidade é forjada.
Aqueles que concordam com ela argumentam que o comportamento de alguém é o produto de uma série de fatores contribuintes, como o núcleo familiar, o meio ambiente, até o tipo de clima em que se desenvolve. No entanto, a maioria dos estudiosos modernos diz que você pode obter um perfil inicial da personalidade de um indivíduo com base nas características de algumas partes do corpo.

1. A testa - Na opinião de especialistas, o tamanho e a forma da testa de uma pessoa podem determinar sua natureza. Aqueles que têm testa larga tendem a mostrar muita maturidade e inteligência. Se for longa no sentido vertical, revela seriedade na tomada de decisões e nas relações interpessoais. Já uma testa pequena denota dificuldades de concentração, insanidade e falta sabedoria diante dos acontecimentos da vida. Como é a sua?


2. Cabelos - As pessoas de cabelos ruivos têm um baixo nível de tolerância à dor, mas também são pessoas diferenciadas em vários campos. O cabelo loiro está associado à confidencialidade e à alta autoestima. A quantidade de cabelo também desempenha um papel importante. Um estudo recente mostra que os indivíduos com calvície têm um nível de QI maior.



3. O rosto - O rosto de alguém nos diz muito sobre quem esta pessoa realmente é. Rosto estreito inspira mais confiança do que alguém com um rosto largo. Grandes orelhas são sinônimas de grandes segredos familiares. A barba espessa e bigode, no caso dos homens, muitas vezes inspiram muita desconfiança, pois o cabelo facial abundante pode ser sinônimo de um temperamento misterioso e resistente.



4. Sobrancelhas - A forma e a abundância das sobrancelhas também nos contam muito sobre o caráter de alguém. Sobrancelhas mais espessas e abundantes têm personalidades carismáticas. Sobrancelhas finas e arqueadas são pessoas preocupadas demais. Sobrancelhas pequenas e com pouco pêlo representam pessoas problemáticas, conflituosas e muito difíceis de lidar.



5. Olhos - É bem sabido que o olhar de um indivíduo nos diz demais sobre sua personalidade. No entanto, a cor também é crucial para saber mais sobre seu caráter. Olhos coloridos denotam falta de maturidade emocional e desequilíbrio de identidade, mas são ótimos sedutores. Os olhos escuros denotam  maturidade e inteligência, grande simpatia e mistério.



6. Mãos - Muitas pessoas são inexplicavelmente cativadas pela personalidade de alguém apenas olhando suas mãos. Esta parte do corpo desempenha um papel muito importante no namoro. Mãos grandes e com os dedos alongados e grossos mostram um caráter firme e uma segurança pessoal incontestável. Mãos pequenas e os dedos curtos e gordinhos denotam falta de maturidade e segurança.




Dinâmica – A Caixa dos Temperamentos

Os participantes serão separados de acordo com seus temperamentos, que já foi anteriormente estudado.
Após isso, cada equipe receberá uma caixa com o tipo de temperamento.
Dentro da caixa terão figuras e objetos que identificam alguns de seus defeitos ou qualidades.
Eles deverão escrever o que cada objeto ou figura tem a ver com o seu temperamento, na finalidade de identificá-los como qualidade ou defeito, especificando a melhor forma de lidar com eles.

SANGUÍNEO
Emoji rindo -  mostra o quanto o sanguíneo é debochado, simpático e feliz.
Figura de amigos reunidos – mostra a facilidade em ter amigos e de sua alma carismática.
Figura de um quarto bagunçado – mostra sua desorganização e falta de cuidado.
Adereços de festa -  mostra como são extrovertidos, divertidos e extravagantes.
jogo de lógica – mostra o quanto são desconcentrados e propensos a abandonar projetos pela metade.






FLEUMÁTICO
Imagem de duplo sentido – mostra como são flexíveis, sem postura nas decisões
Tio Patinhas – mostra a forma sovina de conduzir a vida.
Semáforo – mostra o quanto precisam parar pra pensar suas brincadeiras e piadas ácidas.
Emogi indeciso – mostra sua forma indecisa de conduzir a vida.
Figura de uma pessoa rindo – mostra seu ótimo humor.







COLÉRICO
Massinha de modelar – mostra sua falta de flexibilidade na vida
Figuras de imagem dúbio de listras – mostra como a sua opinião tem que prevalecer no grupo
Apito – mostra sua liderança
Fugura de um homem dando ordem – mostra sua postura de mandão
Tag zangado – mostra seu mau humor
1 meia sem par – mostra o quanto precisa aprender a ter companhias, andar junto com outras pessoas.

 As retas acima são paralelas entre si (em linhas retas em relação as outras) ou estão curvadas?




MELANCÓLICO
Tag emoji chorando – mostra sua tendência a choro, depressão e tristeza
Figura de quarto arrumado – mostra sua organização e perfeccionismo
Figura mulher solitária olhando a paisagem – mostra a forma como são sozinhos, de poucos amigos
Papel e canetinha – mostra o quanto são talentosos e chegados a artes.
Figura de Caramujo – mostra o quanto tem tendência a se encolher mediante obstáculos
Bala Halls de melancia – mostra que apesar de serem os únicos que receberam bala, irão reclamar do sabor, revelando sua parte crítica.









VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog