quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Comece bem o seu dia.

À maneira que você enxerga o mundo e repassa por palavras, contagia as pessoas ao seu redor, que passam a enxergá-la com o mesmo olhar.
Se você se olha com pena, indignação e  dor, as pessoas sentiram pena de você, se indignarão com sua situação, mas não farão nada para acabar com a sua dor.
Olhar o mundo com um olhar de contentamento, revelará muito mais que alegria de viver, mas satisfação de estar viva. E isso, refletirá no seu dia, nas pessoas à sua volta e no mundo espiritual, que receberá ordens a seu respeito.
A nossa batalha, acontece na mente, todos os dias, e você é o único responsável por perder ou vender. Depende das armas que usa.
Se você metralha um mosquito, faz um estrago enorme ao seu redor, e ainda erra o alvo. Mas se você tentar vencer um gigante com um mata-mosca, esgotarão suas forças na frustração.
Comece o dia com palavras boas, de esperança, de ousadia em vencer... dizendo que será um dia de vitórias e que você está feliz.
Nossas palavras tem poder, e logo você verá o resultado.
Bom dia!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O que tem nos influenciado?

Lendo matérias na net, e vendo a que pé o mundo tem andado, percebi a sutilidade em que a TV tem nos descaracterizado moralmente.
Já perceberam como a teledramaturgia vai mudando nossos conceitos, sorrateiramente com o passar dos tempos?!
Vejamos a novela "Lado a Lado".
Passa-se em 1906, quando o divórcio era proibido e tido o adultério como crime.
Na novela, a mocinha se divorcia do marido por achar que ele possui uma amante, e passa a ser punida pela sociedade por seu ato de forma que sentimos pena dela.
Sua mãe, uma senhora da sociedade, também é contra sua atitude, mas seus atos não condizem com alguém a quem devemos nos espelhar. Por quê?
Porque querem que nós, telespectadores, apoiemos a atitude da filha, e sejamos a favor do divórcio.
Usam de artimanhas como, descaracterizar a mãe a favor do mal passo da filha. Usam a promiscuidade da mãe para afrontar o bom caráter da filha, dizendo com isso, que a família é hipócrita no quesito moralidade.
Empurram em nossa "guela", casamentos poligâmicos, mulheres que aceitam tudo, divórcio como opção de felicidade e até festa de separação, com direito a bolo.
Mostram a moralidade bíblica como repugnante, preconceituosa e hipócrita.
Elevam-se no direito de nos difamar e ainda propõem leis para isso, tornando-nos pessoas criminosas por não aceitarmos a promiscuidade como parâmetro de vida.
E você?!
Vai ficar assistindo isso de braços cruzados, deixando que sua família se descaracterize junto com ma sociedade?!
É hora de nos rebelarmos contra isso, uma rebelião com causa justa baseada na bíblia.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Abuso


Numa sociedade onde os pais se orgulham de postar vídeos de suas filhas dançando "até o chão", de vesti-las como mini-mulheres adultas, e de permitirem, toda e qualquer, visualização de imagens inadequadas à sua idade, não é de se admirar o número de adolescentes que possuem vida sexual ativa, e de gravidez indesejada.
Na minha época, uma menina de 12 a 13 anos, era vista como adolescente, ainda que madura em alguns aspectos. Mas hoje, são vistas como mulheres, literalmente.
Não se respeita a idade emocional e nem física destas meninas, e muitas delas, tem a cabeça feita pela atual sociedade promíscua e depravada.
Hoje, uma menina para ser aceita no grupo, precisa ingressar na vida sexual cedo, ou será taxada de careta e anti-popular.
Às vezes, o que elas procuram, é apenas um pouco de atenção, o que não encontram em casa. Ou simplesmente, aceitação, elevação da auto-estima; Pois muitas delas, sentem-se feias, gordas e desajeitadas, coisas que ouvem dos próprios pais e até mesmo dos  meios de comunicação, por estarem fora do "padrão".
a toda hora ouço pessoas mais velhas criticando o modo de falar e relacionar dos adolescentes, mas não vejo ninguém querendo ensinar como devem agir e se proteger deste século amoral.
É fácil criticar o feio, o difícil, é se responsabilizar em torná-lo bonito.
O abuso está mais perto do que você imagina e muito mais rotineiro do que se espera. Inda mais com a internet e celulares hoje.
Fique esperto, e passe a desconfiar de certas situações que acontecem dentro da sua casa, por que para seu filho(a) ser abusado(a) hoje, ele(a) nem precisa sair de casa.



VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog