quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

E o Ano Novo se Aproxima

Chegamos em mais um fim de ano e com ele percebemos quanto o sincretismo religioso e suas superstições estão presentes.
É a época de se comer lentilhas, pular ondas, saltar com o pé direito, colocar uma moeda debaixo do tapete, uma nota de dinheiro dentro do sapato, comer uvas, usar roupas novas, deixar as portas de casa todas abertas, dançar em volta de uma árvore, beijar a pessoa amada, usar uma lingerie colorida... e ter que fazer coisas bem estranhas e  impossíveis, como: não chorar, ter um filho, não lavar pratos, não comer frango, não deixar dívidas pendentes, não sair de casa, achar uma borboleta branca e não matar joaninhas.
Engraçado como a forma de começar um ano, pode ser equivocada e completamente sem fundamento, e mesmo assim, algumas pessoas continuam fazendo esses rituais anualmente mesmo observando que não deu em nada no ano anterior.
Afinal, "se usar branco atraísse paz, nenhum médico ficaria em depressão.
Se usar amarelo atraísse dinheiro, o pessoal dos correios estavam ricos.
Se usar vermelho resolvesse a vida amorosa, nenhum bombeiro se divorciaria.
Não adianta passar a virada de ano de branco e passar o resto da vida em trevas".
O ano que se aproxima, não terá nada de novo se não tomarmos novas atitudes, se não transformamos nossos pensamentos, se não consertarmos os erros e mudar a direção da nossa vida.
Atos isolados não mudam a trajetória da nossa vida.
Por isso, quando chegar à meia-noite, não faça votos, nem promessas de mudança. Não pise com o pé direito, mas dobre seus joelhos e agradeça a Deus pela oportunidade de vida. Peça a companhia Dele nos 365 dias do ano que irão começar, e viva um dia de cada vez sem esperar nada em troca. Entregue suas ansiedades aos cuidados do Pai e Ele trará refrigério, provisão e direção para sua vida.
Faça o seu ANO NOVO FELIZ!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Existe uma coisa que o tempo não apaga, palavras não são capazes de mudar, dinheiro não compra, mentira não engana, verdade não assusta e a perseguição pode impor medo.
É algo que ultrapassa o imaginável, sobrepuja o palpável, não se deixa corromper, quebra paradigmas, liberta a alma, alegra o coração, traz paz de espírito, encoraja, anima, fortalece e capacita.
Somente quem tem sabe e consegue discernir entre o natural e o sobrenatural, por isso, crise nenhuma, seja ela qual for, é capaz de diminuir ou suplantar essa fé em cristo Jesus.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog