segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A Igreja que está em Sua casa...



Estamos acostumados a acreditar que só se presta culto a Deus na igreja, em meio  aos irmãos e em dias programados.
Grande erro...
Na verdade, acho que acreditamos assim  porque nos é conveniente.
É muito fácil vestirmos uma roupa de crente, colocarmos uma bíblia em punho, fazermos caras de santos e cantarmos como se a vida fosse somente aquilo.
Mas ao sairmos dali, a roupa é trocada por fardos, a bíblia é esquecida na gaveta, a fisionomia mudada de acordo com as circunstâncias e nos lábios não se encontra mais nada edificante.
Estou falando de um lugar onde máscaras caem e onde percebemos que o testemunho é que faz toda a diferença.
Você não precisa concordar comigo, mas há de convir que muitos casamentos estão acabados, muitas famílias estão destruídas e muitos filhos estão no mundo devido ao que assistem em casa, e isso, entre os cristãos.
A bíblia diz que: “Aquele que não cuida dos seus parentes, e especialmente dos da sua própria casa, negou a fé e é pior que um ímpio.” (1 Timóteo,5:8)
Você percebe o peso que há nesta palavra?!
Consegue enxergar o motivo de tantos filhos não desejarem mais servir a Deus e, de tantos casamentos estarem desgastados no meio da igreja?!
E você ainda acha que é só o Diabo que age?!
Ou percebe que o homem tem sido o principal  motivo de toda essa situação?!
Infelizmente, estamos convencionados a achar normal certas coisas e, a deixarmos de lado o maior ministério que Deus deu ao homem, que foi a constituição de uma família.
Mas constituí-la não é somente formá-la, mas mantê-la, administrá-la e fazê-la feliz.
Nossa casa é sim a extensão da nossa “igreja”, e enxergá-la com consciência revelará os motivos de nossa denominação está tão semelhante ao nosso “lar”.
Preciso explicar o que acabei de dizer?!
Acredito que não.



quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Sabedoria


É sábio aproveitar das circunstâncias para receber conselhos.
É sábio enxergar nos outros aquilo que a gente precisa mudar.
É sábio usufruir de todas situações e retirar delas uma experiência.
É sábio reprimir a impulsividade, dominar a vontade e retrair-se na luta.
É sábio ouvir tudo e reter somente o que edifica.
É sábio pensar três vezes antes de tomar uma decisão.
É sábio andar devagar sem medo do atraso e não querendo ser o primeiro da lista.
É sábio ouvir mais e falar só o que for necessário.
É sábio encontrar na desventura um motivo de alegria.
É sábio expressar o que se sente não afetando os sentimentos de outrem.
É sábio dormir,
É sábio acordar.
É sábio sorrir, é sábio chorar...
Porém, mais sábio ainda, é entender que nem a sabedoria nos livrará dos infortúnios da vida e que até Salomão se deu mal por tanto saber.
A bíblia diz que: "O temor a Deus é o princípio da sabedoria."
Tema a Ele.
Agrada-te Dele.
No mais, a Sua graça nos basta...

A vontade de Deus não está condicionada a sua, mas se limita a ela...


Deus é um Deus de propósitos.
Nada em nossa vida acontece sem a Sua permissão, e nada acontece por acaso.
Às vezes, Ele nos permite passar por determinadas situações para nos mostrar algo que, em circunstâncias normais, não enxergaríamos.
Deus nunca erra e nem está condicionado a vontade humana, porém, nos dá a oportunidade de escolher querer a Dele ou seguir a nossa.
Por maior que seja a adversidade pela qual passamos, Ele está ali, do nosso lado.
Não somos surpresa pra Ele.
Antes mesmo de errarmos Ele já estava ali, pronto para nos perdoar.
Antes mesmo de vacilar o nosso pé, Ele já estava ali, pronto para nos levantar.
Se pudéssemos enxergar as maravilhas que Ele tem preparado para nós, não ficaríamos ansiosos e nem abatidos.
Mas somos humanos, logo limitados.
Nossa fraqueza só nos traz um benefício: AJUDA-NOS A ENXERGAR QUE A VONTADE DELE É MELHOR QUE A NOSSA.
Não pare, não desista.
Ele não desistiu de você, seus planos ainda estão de pé.

Transcendência


“Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1 Timóteo, 4: 12)

Esta palavra foi escrita pelo apóstolo Paulo quando este discipulava Timóteo para o seu ministério.
Ele era apenas um jovem com o desejo ardente de servir a Deus, e naquela época, poucos se importavam com os jovens, pois nada poderiam ensinar por terem poucas experiências de vida e por ser costume dos orientais dá valor aos anciãos na hora do ensinamento.
Porém, Deus usa Paulo para animá-lo  e salientar que sua pouca idade não seria empecilho para o que Ele queria fazer através de sua vida.
No entanto, deu-lhe parâmetros a serem seguidos a fim de que essa verdade lhe fosse assegurada:
”...torna-te padrão dos fiéis...”
Por que não do mundo? 
Você já parou para pensar nisso?
Deus enfoca que ele deveria ser exemplo entre os fiéis, entre as pessoas que já praticavam a verdade e que já conheciam Cristo.
Isso nos mostra o quanto Deus estava exigindo dele, afinal, ser luz em trevas não é tão difícil assim, qualquer fósforo aceso faz a diferença... Mas Deus queria mais, queria que os fiéis da época olhassem para ele e vissem mais que um jovem convertido, vissem um jovem aprimorado na palavra e comprometido com ela.
Alguém que pudesse ser-lhes de exemplo apesar da pouca idade.
Alguém que sobressaísse, fizesse além do esperado, mais: um exemplo entre os exemplos.
Se aplicarmos  estas palavras em nossa vida hoje, podemos salientar a importância que Deus dá em sermos além daqueles que nos rodeiam.
E é aí que quero chegar.
Num mundo onde exemplos são escassos, principalmente entre os fiéis, Deus requer mais que um bom comportamento, Ele exige que façamos a diferença, mostremos mudança, transformação, conversão de atos.
E  é pra isto que Paulo completa o versículo mostrando em que aspectos Deus requer esse aprimoramento: “...na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.”
Vamos cumprir esta tarefa?

A Cura de um Leproso _ Mt, 8:1 - 4


Hoje esta doença tem cura e é conhecida por outro nome - hanseníase.
Mas naquela época, uma pessoa, ao descobrir-se portadora , era obrigada a abandonar seu emprego, casa, família, cidade e se refugiar entre os outros leprosos num lugar afastado da cidade, ficando assim ao acaso de um povo sem compaixão.
O portador, não poderia mais ter contato com outras pessoa e nem se aproximar delas, pois era considerado imundo.
No entanto, o texto relata a história de um homem corajoso que ousou lutar por um sonho - ser curado.
Com certeza, ouvira falar que Jesus operava milagres e que naquele dia passaria por sua cidade de outrora.
Apesar da rejeição e do risco de ser massacrado pelo povo, ele foi. Entrou na cidade, se infiltrou no meio da multidão e se aproximou de Jesus.
Imaginem um homem cheio de chagas, dores e mutilações...
Inda assim, sua dor não fora maior que seu desejo em adorá-lo, por isso, ajoelhou-se.
reconhecendo seu estado físico e tamanha ousadia, declarou:
- "Senhor, se quiseres, podes curar-me."
Não houve exigência, apenas humilhação.
Em troca, recebeu um toque restaurador.
Imediatamente, seu corpo foi limpo e sua vida restaurada.
Que alegria! Que momento espetacular!
Deus se faz impuro a fim de purificar aquele que poderia ser apenas mais um, mas que decidira ser protagonista de sua história, reescrevendo-a e se destacando pelo seu ousado ato de coragem.
Siga este exemplo e lute pela sua restauração.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Um Deus que se manifesta de acordo com a sua necessidade...

De que forma você conhece Deus?
Algumas pessoas cresceram com a imagem de um homem velho, barbudo, mal-humorado, sentado num trono com um cetro na mão, à procura de alguém para condenar.
Outras, cresceram achando que Ele não existe, pois as circunstâncias não lhes revelaram a existência de um Ser Supremo.
A imagem que tive Dele, oscilou várias vezes mediante a situações e, foram se transformando até que hoje minha visão conseguisse enxergar alguém próximo daquilo que possa Sê-lo.
Na verdade, estamos condicionados a entender Deus e não conhecê-lo.
Como entendê-lo não é possível, juntamos as peças que nos são oferecidas pelo mundo, pelas pessoas e pelas circunstâncias da vida. Espalhamos na base de nossa ignorância e montamos uma figura que nos é cabível no pensamento.
Essa imagem é processada pelo coração instantaneamente, tornando-nos incapazes de assimilar o verdadeiro Ser de Deus.
Sendo clara...
Se alguém lhe apresenta Deus como um Pai, você inconscientemente se lembrará do seu pai terreno e essa lembrança muitas vezes pode desfigurar a verdadeira identidade do Paizinho...
Se outros o apresentam como um amigo, você pode se levar pelas lembranças contraditórias de maus amigos que teve, e reverter essa imagem a este Deus...
Se te apresentarem simplismente como o seu criador, você pode olhar para Ele de forma distante, e como alguém que o fez da forma que você não queria ser...
E se por uma eventualidade você conseguir conhecer este Deus através de sua própria busca, saberá que existe um Ser Supremo, criador dos céus e da terra, que se preocupa com o seu bem estar e que não está condicionado a nenhum tipo de apresentação, ou limitado a nenhum clichê que o apresente como "tal".
Conhecer a Deus implica em andar com Ele, adquirir intimidade e obter experiências próprias.
Não se surpreenda se este Deus se apresentar como alguém inusitado capaz de transformar todos os seus conceitos e transformar toda a sua vida.
Ele é um Deus individual, e se manifesta na individualidade, de formas originais e exclusiva a cada um de nós.
Na verdade, Ele é tudo aquilo que você precisa que Ele seja, suprindo cada necessidade da Tua alma e preenchendo cada lacuna vazia da sua vida.
De forma que se transforma naquilo que cada um de nós necessita: paz, alegria, segurança, resposta, ...
Este Deus não está condicionado a nenhum tipo de doutrina religiosa ou padrão ético.
Ele é Deus antes mesmo que tudo isso existisse.
Então pra que tentar explicar o inexplicável?!
Por que tentar entendê-Lo se nem ao menos entendemos a nós mesmos?!
Vivamos na motivação de conhecê-Lo como Ele quer que o conheçamos, e saberemos quem é o Deus que servimos.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog