segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Síndrome de Naamã

Você conhece a história de Naamã?
Ele era um general do exército sírio, homem respeitado e admirado na época; no entanto, possuia lepra, uma doença incurável e maldita.
Seu exército havia atacado Israel e ele levou cativa uma menina para que pudesse servir sua mulher como escrava em sua casa.
Aquela menina, vendo o sofrimento do seu senhor, disse a sua senhora que havia um profeta em Israel que poderia curá-lo daquela enfermidade.
Então Naamã juntou roupas, ouro e prata, chamou alguns de seus soldados e foram até Israel a procura do profeta curandeiro.
Ao chegar lá, Eliseu nem apareceu para ele, nem ao menos recebeu em sua casa, mas enviou um servo com a seguinte mensagem:
- Meu senhor mandou que o general mergulhe nas águas do rio Jordão por sete vezes e ficará curado.
Naamã recebeu aquilo como uma ofensa.
- Como pode um simples profeta de Israel me desmerecer assim? Não me recebe e ainda me manda tomar banho neste rio imundo?!
No entanto, um dos seus soldados o convenceu a fazer, e ele saiu dali completamente curado.
Muitas vezes agimos como Naamã.
Ao passarmos por alguns conflitos, provas e tribulações, procuramos o nosso Deus em busca de respostas, cura e soluções.
Contudo, queremos que Ele nos receba com pompas e ainda opere um milagre estupendo em nossas vidas sem precisarmos fazer nada para isto.
Mesmo precisando da bênção, nos julgamos merecedores de honrarias, estabelecemos os métodos para Deus agir e reclamamos quando Ele não faz da forma que queremos.
Este é o conceito Naamãnico nos dominando e fazendo que nosso ego cresça e tome forma acima da soberania do Pai.
Precisamos ter muito cuidado com esta síndrome, pois ela pode impedir que a bênção do Senhor nos alcance pela nossa prepotência.
Podemos perder a oportunidade de restauração por agirmos carnalmente.
Mais... podemos morrer sem uma nova oportunidade.
Para que isto não aconteça em sua vida, preserve a humildade em seu coração e acredite que as formas de agir de Deus são simples, mas eficazes e completamente perfeitas, pois nos ensina a persistir em busca da nossa bênção, nos levando a aprimorar o nosso caráter e a adquirir novos conceitos interiores, que serão capazes de transformar a nossa mente e modificar a nossa caminhada com o Pai.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Somos Produto de nossas Escolhas

É claro que toda regra tem exceção, no entanto, a vida nos coloca desde cedo a frente de decisões que podem influenciar toda a nossa história.
Ainda criança, somos tentados a escolher o mais fácil, aquilo que nossos impulsos nos levam a crer ser o melhor.
Porém, é a partir dali que temos um grande desafio: seguir impulsos e arcar com consequências ou, inibir nossa vontade e se frustrar.
Olhando o lado espiritual, podemos apontar a tendência humana de escolher a carne.
Muitas vezes, nos tornamos vítimas dela  permitindo que nos leve para um caminho sem volta.
Outras vezes, tomamos consciência de que toda escolha pode sim ser retomada, repensada e "re-escolhida", e assim, obtemos a oportunidade de mudar nossos caminhos e refazê-lo com mais sabedoria.
Cada dia que passa, surpreendo-me com esta façanha da vida e me alegro com a possibilidade de escolha que o Pai nos dá.
Apesar de sermos Seus filhos, Ele nos dá plena liberdade para decidirmos em que caminho devemos estar e de que forma iremos andar por ele.
Fico fascinada com Sua forma de nos amar, deixando-nos livres para escolher este amor ou rejeitá-lo.
Como mãe, sei e conheço a dor de ver um filho se decepcionar com sua decisão, mas também reconheço ser melhor deixá-lo aprender com seus próprios erros.
Na verdade, é isso que Deus quer, que aprendamos a fazer escolhas libertos do medo, da ansiedade e da obediência.
O Pai quer que escolhamos a Sua vontade independente da recompensa, Ele quer que tenhamos prazer em ouvir Seu  conselho e aceitar Seu caminho como melhor.
Quer que nossos olhos aceitem a ser guiados por Ele em direção ao melhor, e que nos tornemos completamente realizados em nossa busca.
Deus quer mostrar Suas opções, a fim de que nossas escolhas nos tornem pessoas felizes, completas e realizadas em Cristo Jesus.
Pense nisso.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog