sábado, 23 de agosto de 2008

Eclesiastes,11:3

“Estando as nuvens cheias, derramam aguaceiro sobre a terra...”

Você já reparou como se começa uma tempestade?
Ventos começam a soprar por todo lado.
O sol se esconde em meio às densas e escuras nuvens.
O dia começa a parecer noite, e logo tudo se transforma.
Na nossa vida, muitas vezes acontece o mesmo.
Quando tudo parece estar tão bem, logo vêm os ventos, que nos esbarram de um lado e do outro querendo nos derrubar.
Depois, a alegria do dia se esvai e começa a escurecer a nossa visão.
E com tudo isso, olhamos para o céu, e nele vemos nuvens carregadas, escuras, barulhentos trovões e raios assustadores.
É a tempestade que se formou rapidamente, e que não nos demos conta como.
Mas é só uma questão de tempo.
Nenhuma tempestade dura para sempre, pelo contrário, elas vão se embora tão rápido quanto vieram.
E sabe o que é o melhor disso tudo?
Por mais assustador que tenha sido e apesar dos estragos que tenha feito, ela passou, e deixou toda a terra regada, um ar mais puro e fresco e, um lindo arco-íris no céu.
Para sentir o refrigério, é preciso passar pela escuridão.
Pense nisso.





Meire Raposo – 13/08/08 – 21:22 Hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog