quinta-feira, 12 de julho de 2012

Autoanálise.

A bondade das pessoas, atualmente, me surpreendem.
Não deveria!!
Penso que tudo o que surpreende é raro, pouco visto, inacessível.
No entanto, existe uma coisa que me assusta, faz-me cair o queixo e atropela a minha esperança na humanidade, como uma carreta a 200 km/h - a maldade.
Não sei como uma pessoa pode se apaixonar por outra e viver momentos maravilhosos juntos, e em tão pouco tempo, ser capaz de machucar, humilhar, planejar coisas tão frias e egoistas, àquela mesma pessoa que jurou amor eterno e fidelidade.
É tanta indiferença, tanto abuso, tanta mentira...
Não sei como é capaz de caber tudo isso numa mesma pessoa.
É quase inacreditável.
E o pior, cada vez mais comum.
Percebo que cada dia mais o mundo jaz no Maligno.
Uma lápide literal a atual geração.
Morreram os bons costumes, a moral, o altruísmo, o amor, a confiança, a cumplicidade, o companheirismo, a lealdade, a amizade, a unidade e a misericórdia (ato de se colocar no lugar de outrem).
Enfim, estão crucificando Deus todos os dias e O mantendo na cruz com seus atos.
Analise sua vida, e veja se você não é um destes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog