terça-feira, 7 de junho de 2011

Rosto Desvendado:

"Nós não fazemos como Moisés, que cobria o rosto com um véu para que os israelitas não pudessem ver que o seu brilho estava desaparecendo." (2 Coríntios, 3:13 / NTLH)

Sempre gostei muito das curiosidades bíblicas.
Desde criança  me interesso por saber e entender as escrituras de forma que fique mais fácil praticá-la.
Acho engraçado às vezes que ouço alguém usá-la de forma apropriada ao seu estilo de pensamento ou de interpretá-la a seu favor. Espero nunca fazer o mesmo!
No entanto, sou do tipo que questiona antes de aceitar.
Tenho aprendido muitas coisas ultimamente, e queria compartilhar algo que me chamou a atenção...
Sempre ouvimos dizer que Moisés, certo dia ao descer do monte, tinha seu rosto brilhando de tal forma que fora preciso usar um véu afim de cobrir o resplendor, temendo a adoração do povo.
Porém, Paulo relata algo contrário a este pensamento e revela a verdadeira atitude de Moisés quanto a usar o véu.
Reparando no texto de Êxodo 34:29 -35, vemos que de fato o seu rosto resplandecia, mas que ele falava com o povo mostrando o sua face e só depois a cobria.
Em momento algum nos deparamos com Moisése se apresentando ao povo com o rosto encoberto, pois ele de fato, queria mostrar a prova da sua intimidade com Deus.
No entanto, ao perceber que seu rosto ia empalidecendo, ele encobria com um véu a fim de que o povo  não visse sua face retornar ao normal. Na verdade, ele queria que o povo pensasse que seu rosto resplandecia sempre, diferente dos demais.
O perigo dessa atitude é o mesmo de hoje sermos hipócritas quanto aquilo que não somos.
Encobrir o rosto é o mesmo que mascarar algo que não queremos que alguém veja.
É mostrarmos mais santos, mais capazes, mais experientes, mais potentes.... na verdade, isto se chama prepotência.
Hoje encontramos milhares de pessoas frustradas por identificar que é humano, como todo mundo.
Alguns imaginam que à medida que se aproximam de Deus se tornam intocáveis e blindados a certos tipos de situações. Isso não é verdade.
Deus não nos torna seres celestiais por aceitá-lo, pelo contrário, ele nos habilita a ser o melhor ser humano que podemos, dentro de nossas limitações e suprimindo o mal dentro de nós.
Na verdade, em momento algum Ele retira desejos, conceitos ou nos muda, mas nos revela Sua vontade para o nosso bem e a do reino. O desempenhar é nosso.
Já vi muitas pessoas desistirem do Caminho por não se acharem habilitadas a continuar.
Isso, porque olhando para alguns cuja a face está encoberta, acha-se incapaz de se transformar em alguém do "tipo", sentem-se menor e muitas vezes excluídos dessa comunidade.
O que Paulo nos mostra é que Deus prefere a transparência, seja ela positiva ou não para a sua vida.
O que importa realmente, é ter o rosto desvendado, revelado, sem uso de véus, a fim de mostrar a verdadeira identidade e afirmar que nem sempre estamos no topo da vida espiritual.
Afinal, o essencial é mostrar os feitos do Senhor através da nossa vida e não o contrário. 

Um comentário:

  1. Nos dias atuais é muito comum ver pessoas se escondendo pra não mostrar na verdade quem são. Infelizmente esse tipo de atitude atinge também nossos líderes, homens e mulheres cujo a função seria nos aproximar de Deus, mas que com suas atitudes sempre superiores tornam a caminhada em busca da santidade muito mais difícil. Quando a nossa "santidade" começa a nos afastar de Deus é hora de repensar nossas atitudes. Ser santo é ser humano, é reconhecer que temos falhas, porque Deus é SANTO e isso nos basta porque ele não divide a sua glória com ninguém. Quanto mais eu reconheço que tenho falhas, que sou um pecador, quanto mais eu assumo meus desejos e pensamentos, mais eu percebo que preciso de Deus, quando eu percebo isso eu me aproximo cada vez mais dele e quando eu me aproximo dele eu me torno "Santo" porque ele é SANTO!

    Quando eu não reconheço isso tudo, me afasto dele, porque assim com em Lúcifer,nasce em mim também o desejo de ser Deus ou de ser maior que ele. Ele veio para os cansados, oprimidos, abatidos, pecadores ou seja veio para nós!

    ResponderExcluir

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar este blog