terça-feira, 27 de setembro de 2016

“Não se turbe o vosso coração” (João, 14:1a)

Tem dias que o coração amanhece tão apertado.
É um aperto no peito, um nó na garganta, olhos marejantes, voz embargada, uma vontade de ficar quietinha, pra colocar os pensamentos em ordem e entender...
É um turbilhão de emoções, sentimentos, que mais parecem rajadas fortes de raios em alto mar.
Você não tem pra onde ir, não tem como escapar, a não ser, esperar...
João, o discipulo amado de Jesus, nem sempre foi tão dócil, tão sábio e tão temente a Deus. Também passou por alguns desses momentos de desespero e desesperança. Não foi à toa que ele deixou registrado este versiculo. Todos os outros discipulos ouviram, mas somente ele anotou. Só ele precisava lembrar dessa palavra, só ele foi comovido por esta fala.
É do ser humano registrar aquilo que lhe marca, seja de ruim ou de bom em sua vida.
É como adquirimos experiencias e amadurecemos.
Ler este versiculo nos eleva, sacode a nossa alma e nos faz lembrar do Deus que tudo pode.
João viu de perto Seus feitos e mesmo assim temeu.
Eu no entanto, já experimentei tantos milagres, tantas curas, tantas experiencias com o Mestre e ainda insisto em me deixar abalar pelas turbulências da vida.
Pra que perturbar com o amanhã se até o hoje Deus já preparou pra mim?
Pra que deixar minha alma confundida se Deus já falou o Sim, e Sua palavra não volta atrás?
Por que olhar as circunstâncias? Não vivo por elas, vivo pela fé e a fé remove montanhas e faz o impossivel acontecer.
Não se turbe coração, não se abata, minha'lma, crede somente em Deus, pois ainda O louvarei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog