domingo, 21 de julho de 2013

Melancolia...

Sinto falta de alguém que olhe nos meus olhos,
que enxergue além deles,
que veja a minha alma,
que entenda meus medos,
que faça uma leitura de minha vida de modo justo,
sem críticas, sem julgamentos, com cumplicidade.
Sinto falta do companheirismo, aquele que é necessário, que completa e faz-se recíproco.
Sinto falta de alguém sincero,
(não se constrói caráter como antigamente)...
Da verdade que anda em falta;
Da fidelidade que entrou em extinção;
Do amor lutador, que sabe o que quer e não desiste nunca.
De pessoas comprometidas com seus ideais, que não se vendem, nem se negociem.
De atos de coragem, de provas de carinho...
Da admiração do outro, sem recompensas ou vantagens.
Sinto falta do eterno:
eternamente juntos, eternamente felizes, eternamente amigos, eternamente inseparáveis...
Sinto falta de palavras honestas, sem demagogia e sem ostentação.
Do altruísmo, da abnegação...
Do sentar junto, falar bobagens, gastar tempo com futilidades úteis a um bom relacionamento.
Sinto falta da sabedoria, do saber calar, do saber ouvir, do saber falar...
Do puro e simples da vida - O Viver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog