sábado, 19 de janeiro de 2013

"Lancemos sobre Deus a nossa ansiedade".



A compulsividade, é sinal de insatisfação.
É uma ansiedade acelerada por saciar-se de algo, geralmente, no campo emocional.
Pessoas compulsivas comem demais, compram demais, falam demais, dormem demais, entregam-se a tudo radicalmente...
São ligeiramente fechadas no quesito confiança, facilmente manipuladas e inconscientemente frágeis.
Dificilmente falam de si mesmas, mas quando falam, são totalmente abertas e não omitem segredos.
Saõ pessoas que se importam com o próximo, e por isso, preferem se machucar a ferir alguém.
Estranho pensar que pessoas assim ainda existam, já que a sociedade atual, não exalta tais valores.
No entanto, precisam ser tratadas emocionalmente, pois o mal que fazem, é a si mesmas.
Por isso, a compulsividade, também pode ser tratada como um distúrbio psico-emocional, pois aliado a frustrações, e outras questões circunstanciais, pode transformar-se em depressão, transtorno obcessivo-compulsivo ou até mesmo em transtorno bipolar.
É claro que pessoas assim, tem dificuldade de aceitar ajuda, pois tem dificuldade em confiar nas pessoas, e já estão muito machucadas emocionalmente.
No entanto, aconselho a você que se viu espelhada em algumas destas palavras, a buscar ajuda médica, psíquica e espiritual...
Sabendo que  doenças emocionais, são ocasionadas em  situações físicas, que trouxeram fragilidade espiritual e se revelou na alma (emoções).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog