segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Filhos deveriam vir com manual de instrução.



Deveria explicar como cada reação é produzida para podermos configurar no botão certo, qual deveria ser a melhor imagem (aparência), 

volume (a altura de voz conosco), 
o tamanho da sua tela (auto estima), 
cor (temperamento), 
brilho (personalidade),
 contraste (caráter), 
e também poder tirar aqueles ruídos (mal criações) 
e chuviscos (mau comportamento), logo da primeira vez.
É certo que uma antena (a vida) ajuda muito.
Melhora a imagem, amplia os canais, traz novas opções.

Mas é uma opção contraditória, pois trás consigo canais (companhias), que podem ensiná-los a fazer coisas que até então, eram-lhes desconhecidas.

Nenhuma análise que eu fizer usando qualquer tipo de comparação, jamais ajudará a alguém a entender esta função tão complexa de ser mãe.
Apesar de ter a certeza que esta é a maior dádiva que Deus pode nos dar, e também a maior responsabilidade, pois estamos formando pessoas que regerão este planeta em futuras gerações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog