quinta-feira, 7 de junho de 2012

Sorriso...





Adoro sorrir.
Acho que herdei isso da minha família, principalmente do meu pai.
Ele ri de tudo, das coisas mais bobas, aquelas que ninguém acha graça.
Fica vermelho, sem fôlego.
Consegue gargalhar sem emitir som algum.
Poucas coisas na vida me transportam a alegria; mas lembrar do meu pai sorrindo, é uma delas.
A vida tentou apagar este sorriso dos meus lábios diversas vezes.
A última vez que tentou fazer isso, quase arrebatou-o para sempre.
As coisas perderam o sentido, a esperança correu de mim e uma desilusão assaltou meu coração, de modo a me levar a tristeza profunda - forte depressão.
Deus olhou pra mim, e logo tratou de me reanimar.
Falou baixinho no meu ouvido...
- Filha, estou com saudade do seu sorriso.
Encheu-me de esperança, renovou Suas promessas, pegou em minha mão e mostrou-me um novo caminho.
Logo a alegria foi forçada a voltar.
E este sorriso?! Nada e nem ninguém jamais tirará..
Nunca mais!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog