sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Segunda Chance

"Então, virou Ezequias o rosto para parede e orou ao Senhor..." (2 Reis, 20)

Todo mundo fala que gostaria de voltar ao passado e consertar o que errou.
Ter uma segunda chance para provar que poderia mudar.
De outra oportunidade para mostrar que faria diferente...
Ouvi certa vez de um pastor uma frase que tem me acompanhado - "as pessoas não mudam"- e que realmente tem sido confirmada pelo que vejo.
Quando li este texto, percebi algo que nunca havia observado.
Esta história diz respeito a um homem que foi consagrado rei de Judá.
Durante o seu reinado fez tudo o que o Senhor aprovava.
Destruiu altares idólatras, consertou o templo que estava abandonado, removeu postes sagrados da cidade e convocou o povo a um jejum como arrependimento de seus pecados.
Restabeleceu o culto a Deus, purificou o templo e reinstituiu a celebração da páscoa.
No entanto, ao ficar doente, ouviu algo de Deus que não havia feito bem durante a sua vida, e do qual Deus exigia um conserto: sua casa estava em desordem.
O motivo do choro de Ezequias não era pelo fato de que iria morrer, mas porque percebeu que não havia preparado espiritualmente seus filhos, e com a sua morte, tudo poderia voltar a ser como era.
Um homem que se preocupou em restabelecer a aliança do povo com Deus, não ensinou os filhos a adorá-Lo.
Por sua oração, Deus se comoveu e permitiu que vivesse mais 15 anos.
Durante estes anos, ele só fez piorar o que já não estava bom, e ainda concebeu Manassés, o homem que se tornaria um dos piores reis da bíblia.
Analisando esta história, vejo com clareza que não somos capazes de mudar.
Nenhuma chance no mundo nos levaria a fazer o contrário do que já fizemos, ou consertar coisas que erramos no passado.
E isso, não é palavra minha e nem invenção de história. Está na bíblia, Deus nos provando que somos quem somos, e que nenhuma chance mudaria nossos atos, nem "reencarnação".
A questão, é aceitar a vontade de Deus e obedecê-Lo incondicionalmente.
Pois se Ezequias tivesse reunido seus filhos, exortando-os a temer a Deus e aceitado a sua morte, muitos pecados de Judá e guerras teriam sido evitados, e seus netos não teriam sido mortos em sacrifícios a deuses pagãos.
Acredite, nós não podemos mudar quem somos e nem consertar aquilo que já fizemos, mas Deus pode a Seu modo, mudar a nossa sorte e transformar bênção em  maldição.
Permita que Ele faça isso sem intromissão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog