quarta-feira, 19 de maio de 2010

Eu queria ser diferente...

Queria ter coragem pra banir da minha mente as dúvidas que me assaltam.
De tirar do meu peito a dor que insiste a perdurar.
A ser suficientemente confiante, persistente e segura.
Atropelar meus medos com a certeza e não deixá-los me abater.
A falar o que sinto, não me permitindo deprimir.
A entender as fraquezas das pessoas.
Perdoar quando elas me magoam.
Esquecer o que me machucou.
Deixar a negatividade no banco e atuar somente com o otimismo em minha vida.
Enxergar com outros olhos o mundo ao meu redor.
Saber que todas as pessoas passam pelas mesmas ambigüidades que eu.
Saber que apesar das crises, sei o que quero e que as circunstancias só me cercam pra que eu possa isso confirmar.
Não deixar o passado tomar o lugar do presente,
Nem meu futuro me ansiar.
Ter convicção do que eu creio, ainda que os meus olhos me provem o contrário.
Imputar por justiça a palavra de Deus em mim, não deixando o tempo me iludir.
Provar o cuidado diário do Pai e viver com intensidade cada momento que Ele me dá.
Olhar para o mar e vê um caminho.
Tocar numa rocha e água fresca beber.
Acordar cada manhã e comer o maná.
Deixar sua nuvem me proteger do sol, e o seu fogo afugentar toda frieza do meu ser.
Quero viver no deserto sabendo que ali é apenas passagem.
E que apesar do cansaço, Canaã está pra chegar.
Quero vê o impossível se concretizar.
Como Josué e Calebe profetizar:
Que maior é o Deus que eu sirvo e, que os meus inimigos não irão me amedrontar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog