quarta-feira, 27 de agosto de 2008

"Ainda que eu ande pelo vale..."

Hoje, enquanto eu caminhava, deparei-me com um vale logo abaixo de mim. Um vale diferente. 
O rio Paraíba do Sul. 
Como estamos em época de seca, suas águas quase desapercebidas, formam pequenos lagos de águas parada entremeadas a pedras e pedregulhos.
Muitas vezes nossa vida é como este vale.
Em época de estiagem, precisamos nos conter com os pequenos lagos formados para nos saciar em meio a tantos obstáculos e pedras no caminho desértico.
Lagos que já foram correntezas ativas, mas que hoje subsistem a seca espiritual a fim de refrigerar a nossa alma.
No entanto, há um rio que desce direto do trono de Deus. Rio de águas cristalinas, capaz de saciar a nossa sede em qualquer época da nossa vida. Águas que purificam, que restauram.
Águas que jorram a fim de nos refrigerar, dessedentar e renovar nossas forças até a próxima estação..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog