sexta-feira, 2 de novembro de 2007

O que você é?

Pergunta estranha, você pode pensar.
Como assim, quem sou eu?
Sou filho de fulano, neto de beltrano, trabalho naquele lugar, faço aquilo e tenho isso a conquistar...
Deixa eu esclarecer a pergunta.
Você é:
Um ser humano, um fazer humano ou um ter humano?
Xi, Meire!!! Acho que você acordou meio neurótica.
Espera. Vamos analisar o que estou lhe perguntando.
Todos nós somos "seres humanos". Certo?
Então vamos substituir o substantivo "ser" pelo verbo "ser". Agora você vai analisar se você é , faz ou tem humanidade.
Ficou mais fácil?
Geralmente somos conhecidos pelo que fazemos ou possuimos, jamais pelo que somos. E o pior, é que não fazemos a menor questão de mudar isso.
Se você perguntar a qualquer pessoa o que ela pretende ser no futuro, certamente lhe responderá:
Quero ter um carro, uma casa, uma empresa, dinheiro, uma família, uma vida boa, etc...
Ninguém sonha em ser um trabalhador, uma pessoa de caráter, um bom cônjuge, um pai exemplar, um homem capaz de ser conhecido por suas ótimas qualidades.
Entende agora?
O apóstolo Paulo, em uma de suas cartas, disse:
"Sede meus imitadores assim como eu sou de Cristo."
Percebeu o verbo que ele usou? "Sede."
Ele poderia ter dito:
"Faça" como eu, ou "tenha" tudo que eu tive,... Afinal, ele tinha muito conhecimento, tinha soldados a sua disposição, fez muitas coisas que lhe deram títulos, fazia parte da elite da época, e mais, podia ter e fazer o que quisesse como cidadão romano.
Mas ele preferiu abster de tudo isso para ser simplismente como Jesus: servo, humilde, misericordioso, compassivo, conselheiro e defensor da Palavra de Deus.
E aí?
Já pode responder a minha pergunta?
O que você é?
Um ser humano, um ter humano ou um fazer humano?
A resposta está na sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Pesquisar este blog